35 horas semanais serão aplicadas brevemente na autarquia de Lagoa

Lagoa-Camara-Jornal-Diario-Lagoa2

A Câmara Municipal de Lagoa irá aplicar brevemente as 35 horas semanais aos trabalhadores sindicalizados no STAL.

O acordo que foi recentemente remetido à Vice-presidência do Governo Regional para homologação, foi agora remetido à Direção-Geral da Administração e do Emprego Público a fim de ser publicado na 2ª série do Diário da República.

Deste modo, a aplicação das 35 horas semanais, para além da reposição da justiça para com os trabalhadores é simultaneamente uma medida de controlo de custos do município, sendo intenção do município aplicar, numa segunda fase aos restantes trabalhadores do município, o regime das 35 horas.

Segundo o presidente da autarquia, o serviço público que é diariamente prestado aos cidadãos e a qualidade de prestação destes serviços de proximidade é de primordial importância. Por essa razão, João Ponte reafirma que “a autarquia da Lagoa, ao assinar este acordo, está consciente do elevado profissionalismo e do sentido de interesse público na atribuição dos horários de funcionamento da Câmara Municipal de Lagoa”.

O autarca sempre se manifestou contra a aplicação das 40 horas na administração local, visto que considera que “o aumento das horas de trabalho, por semana, representa o aumento dos custos de funcionamento para o município, quando, na realidade, as políticas de austeridade aplicadas pelo Governo da República têm conduzido a uma perda de receita e ao aumento da despesa”, lê-se.

DL/CML

Categorias: Local

Deixe o seu comentário