Abertas candidaturas para bolsas de estudo atribuídas pela autarquia da Lagoa

© D.R.

A Câmara da Lagoa prevê a atribuição de 30 bolsas de estudo de mérito e de 50 bolsas de estudo para estudantes deslocados, sendo atribuídos 700.00€ por cada bolseiro, sendo que o investimento é de 56.000 euros, anunciou hoje a autarquia.

As candidaturas para as bolsas de mérito decorrem partir do dia 1 de outubro e até ao dia 30 do mesmo mês.

De acordo com a autarquia lagoense, a bolsa é atribuída a estudantes que frequentem um grau académico de licenciatura e mestrado, “excetuando-se os estudantes que ingressem o primeiro ano, do primeiro ciclo de estudos do ensino superior e destina-se a alunos que tenham mostrado um aproveitamento escolar excecional”. Do mesmo modo, é “cumulativa com outras bolsas destinadas à prossecução dos estudos, atribuídas seja a que título for, por entidades públicas ou privadas”.

A bolsa de estudo para estudantes deslocados encontra-se aberta, por cada ano letivo, durante 30 dias após a divulgação dos resultados de colocação no ensino superior, sendo que o formulário de submissão de candidaturas está, igualmente, disponível a partir de dia 1 de outubro.

Destina-se àqueles que “se encontrem a frequentar ou pretendam frequentar um curso superior, público ou particular, fora da ilha de São Miguel, nomeadamente quando o curso pretendido não seja lecionado no polo de Ponta Delgada da Universidade dos Açores; ou caso o curso seja lecionado no polo de Ponta Delgada da Universidade dos Açores e ser a primeira opção do aluno e não ter sido colocado nesse estabelecimento.  Esta bolsa poderá ser cumulativa com outras bolsas, pese embora não seja cumulativa com bolsas congéneres atribuídas por outra entidade”, é dito na nota de imprensa.

Trata-se de “valorizar e premiar o mérito dos jovens lagoenses que frequentam o Ensino Superior e que se destaquem pelo seu elevado potencial académico, uma vez que, de forma direta ou indireta, contribuem para o fortalecimento e desenvolvimento do concelho e, por outro lado, apoiar na prossecução da instrução de nível superior dos estudantes deslocados residentes no concelho, através de um contributo financeiro para as despesas decorrentes dos estudos, nomeadamente, despesas de transportes, alimentação e material escolar”, defende a autarquia.

As prestações pecuniárias são totalmente suportadas pela Câmara Municipal, cujas bolsas são atribuídas anualmente, não sendo automaticamente renovadas, dispondo os serviços municipais de 30 dias úteis para proceder à análise das candidaturas.

Todos os interessados, poderão consultar o regulamento das diversas bolsas e submeter a candidatura, via online, no portal oficial da Câmara Municipal de Lagoa.

DL

Categorias: Educação

Deixe o seu comentário