Açores com cinco novos casos divididos entre São Miguel e Pico

© DR

Os Açores diagnosticaram, nas últimas 24 horas, cinco novos casos positivos de covid-19, resultantes de 1.618 análises, sendo quatro em São Miguel e um no Pico, informou hoje a Autoridade de Saúde Regional.

No seu boletim diário, a entidade adianta que, em São Miguel, os novos casos estão distribuídos pelos concelhos da Ribeira Grande (um em Rabo de Peixe e outro na Ribeira Seca – ambos em contexto de transmissão comunitária) e Ponta Delgada (um não residente diagnosticado na freguesia de São Pedro e outro no Livramento).

No Pico, o novo caso foi diagnosticado em São Roque: um viajante, não residente, cuja análise ao sexto dia deu positivo.

A Autoridade de Saúde açoriana adianta ainda que se registou nas últimas 24 horas uma recuperação na ilha Terceira, na freguesia de Santa Luzia, do concelho de Angra do Heroísmo.

O número de doentes hospitalizados nos Açores mantém-se igual ao de quarta-feira, com um doente internado no Hospital do Divino Espírito Santo de Ponta Delgada.

“A cadeia de transmissão no Pico continua ativa e o número de vigilâncias ativas é de 906”, refere ainda a Autoridade de Saúde dos Açores.

Hoje, os Açores contam com 60 casos positivos ativos de covid-19.

Desde o início da pandemia já foram diagnosticados 3.840 casos positivos nos Açores, recuperaram da doença 3.646 pessoas e morreram 29.

A Autoridade de Saúde dos Açores refere no seu comunicado que hoje é também dia de publicação do Boletim de Risco Semanal, que confirma a Ribeira Grande como o único concelho dos Açores em médio risco.

Todos os outros concelhos apresentam um nível de baixo risco.

“Tendo em conta a manutenção de situação de cerca sanitária em Rabo de Peixe e o facto de esta freguesia apresentar uma taxa de incidência de 237 novos casos por 100.000 habitantes, nos últimos sete dias, mantêm-se em vigor as medidas específicas para esta freguesia, determinadas pela Autoridade de Saúde Regional”, refere ainda.

Mantêm-se também em vigor a obrigatoriedade da apresentação de teste negativo à saída de São Miguel, para viagens interilhas.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2,4 milhões de mortos no mundo, resultantes de mais de 112 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Lusa/ DL

Categorias: Saúde

Deixe o seu comentário