Açores em estado de alerta com indicação de cancelamento de eventos e deslocações

Foto: GaCS

O Governo dos Açores esteve reunido esta quarta-feira, 11 de março, em Conselho Extraordinário tendo avançado com várias medidas preventivas no âmbito da epidemia do novo coronavírus. 

Assim e de acordo com o comunicado divulgado pelo executivo açoriano, abaixo estão algumas das directrizes em vigor:

  • Nos termos do Regime Jurídico do Sistema de Proteção Civil da Região Autónoma dos Açores, foi declarado o estado de alerta em todo o território do arquipélago até ao dia 31 de março, não sendo de excluir o prolongamento deste prazo ou o estado de contingência.
  • Estão suspensas todas as deslocações em serviço de funcionários ou agentes da administração regional, incluindo institutos públicos ou empresas públicas para fora da Região, salvo aquelas que sejam absolutamente imprescindíveis;
  • Estão suspensas todos as deslocações à Região de entidades externas solicitadas pela administração regional, incluindo institutos públicos e empresas públicas, salvo as estritamente necessárias;
  • Estão suspensas todas as autorizações para atracagem de navios cruzeiros e iates nos portos e marinas da Região Autónoma dos Açores até 31 de março, salvo os casos devidamente autorizados pela autoridade de saúde da Região, desde que seja garantido que não desembarcam passageiros;
  • Estão adiados todos os eventos promovidos pelo Governo Regional durante este período para data posterior a 31 de março:
  • Recomenda-se o adiamento de todos os restantes eventos de entidades públicas ou privadas na região;
  • Recomenda-se o adiamento até 31 de março de deslocações, a qualquer título e de qualquer pessoa, da Região para o exterior e do exterior para a Região, salvo as absolutamente imprescindíveis;
  • No caso de indivíduos provenientes de zonas consideradas como de transmissão comunitária ativa que não respeitem a recomendação da alínea anterior, impor como elemento necessário obrigatório ao seu desembarque no território da Região Autónoma dos Açores a autorização expressa da autoridade de saúde da Região.
  • Suspender todas as autorizações para atracagem de navios cruzeiros e iates nos portos e marinas da Região Autónoma dos Açores até 31 de março, salvo os casos devidamente autorizados pela autoridade de saúde da Região, desde que seja garantido que não desembarcam passageiros;
  • Solicitar a todos os profissionais de saúde da Região o reforço da sua disponibilidade, nomeadamente ponderando o adiamento de férias para data posterior;
  • Reforçar o Orçamento dos Hospitais da região e Unidades de Saúde de Ilha num montante até 15 milhões de euros;
  • Reforçada linha de Saúde Açores;
  • Todas as Unidades de Saúde têm stock de Equipamentos de Proteção Individual (EPI).
  • Os corpos de bombeiros, as ambulâncias de socorro e as ambulâncias SIV estão equipadas com EPI para incidentes biológicos;
  • A elaboração dos planos de contingência das escolas da Região está em fase de conclusão.

É pedido a cada cidadão que cumpra com todas as recomendações já divulgadas, uma vez que “a proteção de todas começa com a proteção de cada um”, sublinha o comunicado. 

Os Açores não têm, até ao momento, qualquer caso confirmado do novo coronavírus. 

DL

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário