Açores integram projeto europeu sobre integração de migrantes

O Diretor Regional das Comunidades anunciou que os Açores vão integrar o projeto REGIN – Regions for Migrants and Refugees Integration, devido ao trabalho que tem sido realizado no arquipélago com o fenómeno da imigração.

Paulo Teves, que falava na sessão comemorativa do Dia Internacional dos Migrantes, sublinhou que este projeto, aprovado no âmbito do FAMI – Fundo Asilo, Migração e Integração, promovido pela CRPM – Conferência das Regiões Periféricas Marítimas, visa “melhorar as competências das instituições na integração dos migrantes”.

O Diretor Regional salientou que os resultados destas práticas serão posteriormente partilhados com todos os outros parceiros a nível europeu, criando-se deste modo “um conjunto de ferramentas para auxiliar a integração dos migrantes”.

Deste modo, serão definidos os respetivos indicadores a nível regional e desenvolvidas, simultaneamente, estratégias para harmonizar objetivos, instrumentos de medição e informação entre os diferentes níveis de governo e a sociedade civil, para aplicação das medidas de integração, explicou Paulo Teves.

Os parceiros dos Acores neste projeto de âmbito europeu são as regiões da Catalunha e Múrcia, de Espanha, Campania e Puglia, de Itália, e Skane, da Suécia.

Na sua intervenção, o Diretor Regional das Comunidades frisou a “importância da integração dos imigrantes na Região Autónoma dos Açores como fator de enriquecimento da sociedade açoriana em diversas áreas”.

‘Com a chegada de imigrantes às nossas ilhas, nos últimos anos, torna-se fundamental, por um lado, criar mecanismos que facilitem a plena inserção na sociedade e, por outro, que se promova a diversidade cultural assente na importância da identidade que cada um traz do seu país”, acrescentou.

Para o Diretor Regional das Comunidades, “a lógica aplicada na Região é a que defendemos junto das nossas comunidades açorianas, na relevância de termos uma plena integração em paralelo com a preservação do legado que levaram no processo migratório ou que herdaram”.

Anualmente, o Governo dos Açores assinala o Dia Internacional dos Migrantes, proclamado em 2000 pela Assembleia Geral das Nações Unidas, em reconhecimento da importância da diáspora açoriana espalhada pelo mundo e do contributo dos imigrantes residentes nas várias ilhas do arquipélago, atualmente oriundos de mais de 90 países.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário