Há seis profissionais de saúde infetados na região

FOTO PIXABAY

O Serviço Regional de Saúde dos Açores tem atualmente seis profissionais infetados com o novo coronavírus, mas a infeção ocorreu fora de contexto laboral em todos os casos, revelou este sábado, 14 de novembro, fonte oficial da secretaria regional da Saúde.

“Neste momento, existem seis profissionais de saúde infetados no Serviço Regional de Saúde, sendo dois enfermeiros e um assistente operacional no Hospital do Divino Espírito Santo, de Ponta Delgada, um médico e um enfermeiro no Hospital de Santo Espírito da Ilha Terceira e um médico da Unidade de Saúde da Ilha de São Miguel. Importa referir que a infeção não se deu em contexto laboral em nenhum destes casos”, avançou fonte da tutela, numa resposta por escrito à Lusa.

Segundo a secretaria regional da Saúde, “no caso do Hospital do Divino Espírito Santo, de Ponta Delgada, nenhum serviço foi condicionado”.

Na mesma ilha, a unidade de saúde da Lagoa foi encerrada no dia 10 de novembro e só deverá reabrir no dia 20.

Já no Hospital da Ilha Terceira foi “isolada uma enfermeira” e “a atividade do bloco operatório foi condicionada, com a suspensão da atividade programada e do programa de cirurgia adicional”, mas “foram mantidas três salas abertas, para cirurgia urgente e para partos”.

A tutela salientou, no entanto, que o bloco operatório “deverá retomar a sua atividade normal na próxima semana”.

“A saúde ocupacional tem acompanhado estas situações, em articulação com a delegação de saúde concelhia”, frisou fonte da secretaria.

Os Açores têm atualmente 173 casos positivos ativos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2, que provoca a covid-19, dos quais 140 na ilha de São Miguel, 19 na ilha Terceira, oito na ilha de São Jorge, três na ilha do Pico, dois na ilha do Faial e outro na ilha de Santa Maria.

Estão ativas oito cadeias de transmissão local, três na ilha de São Miguel, duas na Terceira, duas partilhadas entre São Miguel e São Jorge e uma em São Jorge.

Desde o início do surto, foram detetados 585 casos, tendo ocorrido 319 recuperações e 16 óbitos.

Lusa/DL

Categorias: Saúde

Deixe o seu comentário