Apresentado o plano de ação para segunda fase do projeto ‘Ilhas de Inovação’ 

A Diretora Regional dos Assuntos Europeus apresentou, em Ponta Delgada, o Plano de Ação do projeto ‘Ilhas de Inovação’, marcando, assim, o início da segunda fase deste projeto, na qual se prevê a implementação de ações que visam introduzir melhorias no ecossistema açoriano de inovação.

“Concluída a primeira fase do projeto, constituída por um processo de diagnóstico do estado da inovação na Região e pela identificação de boas práticas, tem agora início uma segunda fase, que decorrerá de 2020 a 2021 e prevê a implementação de um plano com quatro ações globais”, afirmou Célia Azevedo, que falava na 6.ª reunião de stakeholders do projeto ‘Ilhas de Inovação’, durante a qual estas ações foram apresentadas e discutidas com os parceiros regionais do projeto.

Na ocasião, a Diretora Regional salientou o facto de estas quatro ações estarem “alinhadas com o objetivo principal deste projeto de criar sinergias e práticas de diálogo estruturado sobre as questões de inovação, envolvendo a sociedade civil, as instituições públicas e privadas, o setor empresarial e os centros de saber e conhecimento”.

Célia Azevedo adiantou que as ações a desenvolver “foram concebidas de modo a fomentar o conhecimento e a proximidade”, incluindo atividades em todo o arquipélago, sessões formativas, a aplicação do instrumento metodológico do projeto, a disseminação de informação e o acompanhamento de projetos e boas práticas de inovação.

Nos Açores, este projeto tem particularmente em conta as áreas identificadas na Estratégia de Especialização Inteligente (RIS3 Açores), que são Pescas e Mar, Agricultura, Pecuária e Agroindústria e Turismo.

O ‘Ilhas de Inovação’ inscreve-se no quadro de uma estratégia regional para a inovação, que passa, entre outras iniciativas, pela criação do Conselho Regional de Inovação, pela elaboração e implementação da Agenda dos Açores para a Inovação e pelo processo de avaliação e revisão da RIS3, garantindo o seu enquadramento no quadro comunitário pós-2020.

O ‘Ilhas de Inovação’ é um projeto do programa INTERREG Europa em implementação desde 2017, que conta com a participação de sete regiões, nomeadamente Açores e Madeira, Frísia (Países Baixos), Comunidade Urbana do Norte de Basse-Terre, na Guadalupe (França), Samso (Dinamarca), Kuressaare (Estónia), Região do Egeu do Norte (Grécia), centrando-se nas oportunidades de diversificação das economias das regiões insulares parceiras, através da melhoria das suas políticas de inovação.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário