Autarquia da Lagoa organizou Workshop de Comida Vegetariana e Biológica

A Câmara Municipal de Lagoa, através do CEFAL – Centro de Educação Ambiental de Lagoa, em parceria com de Gualter Rainha – Cozinha de Sentidos, dinamizaram umWorkshop Biológico – Vegetariano. Uma iniciativa que teve lugar na Casa de Povo de Água de Pau.

O workshop contou com 16 participantes e teve como intuito alertar os participantes para a importância de alimentos biológicos, o aproveitamento de ingredientes e a partilha de receitas vegetarianas.

Gualter Rainha começou por explicar o conceito de alimentação biológica e orgânica, explicando que “consiste em alimentarmo-nos com produtos que respeitam um padrão de produção que excluí o uso de produtos químicos ou organismos geneticamente modificados (OGM), excluindo tudo o que seja transgénico”.

Segundo o formador, “a alimentação biológica é considerada mais saudável, ecológica e sustentável, uma vez que fornece a nossa saúde e preserva o meio ambiente”. Alguns dos pontos positivos que apontou foram o fato de serem produtos mais nutritivos e saudáveis, mais saborosos e amigos do ambiente, ajudando na preservação da biodiversidade.

Como forma de ingerir alimentos de qualidade, Gualter Rainha sugeriu os formandos a utilizar nas suas receitas produtos que cada época do ano oferece, já que “esses produtos estão com o seu nível nutritivo completo nessa altura”, referiu.

Acrescentou ainda que “existem produções sustentáveis que utilizam princípios ligados à produção biológica, com boas práticas de produção e que recorrem a alguns tipos de fertilizantes biodegradáveis, que não são prejudiciais à saúde e com uma pegada ecológica igualmente importante”.

O Workshop prosseguiu, depois, com a parte prática, onde foram realizadas várias receitas de bebidas, entradas, saladas, pratos principais e sobremesas saudáveis. Gualter Rainha explicou a importância das águas aromatizadas e bebidas com probióticos como a Kombucha. Para entradas, o formador ensinou a preparação de húmus e babaganuche.

Os presentes puderam interagir na confeção das receitas, como as saladas de trigo sarraceno, salada de cuscuz, almondegas de grão de bico, hambúrguer de feijão preto e cogumelos, mousse de chocolate com ananás e pudim de chia. No final, os participantes puderam fazer a degustação de todas as refeições.

DL/CML

Categorias: Local

Deixe o seu comentário