BE desafia Governo a tornar públicos documentos sobre terrenos nas Furnas

Zuraida-Soares-ALRAA-debate-parlamento-junho2015@Jornal-Diario-da-Lagoa

 “Se não há nada a esconder, o Governo deve tornar pública, imediatamente, toda a documentação referente ao processo de permuta e expropriação de terrenos nas margens da lagoa das Furnas desde 2007, até hoje”, o desafio foi feito esta tarde pela deputada do Bloco de Esquerda.

Perante o facto de o secretário regional da Agricultura e Ambiente ter solicitado uma reunião extraordinária da comissão parlamentar que tutela o Ambiente, para ser ouvido pelos deputados sobre o processo dos terrenos da margem da lagoa das Furnas, Zuraida Soares lembra que o BE não quer palavras – “porque palavras leva-as o vento, e, em última análise, seria a palavra do senhor secretário contra a minha palavra, que têm exactamente o mesmo valor” – o BE quer que o membro do governo leve todos os documentos que vão esclarecer esta situação.

“Quem não deve, não teme”, disse a deputada do BE, acrescentando não querer acreditar “que o Governo Regional, depois de solicitar uma reunião extraordinária para ser ouvido pelos deputados no âmbito deste processo, não leve os documentos”.

O BE quer que o governo explique por que razão terrenos que foram alvo de expropriação pública – tendo em vista o combate à eutrofização e a salvaguarda da lagoa das Furnas – foram objeto de permuta com um dos proprietários, que agora está a exercer a atividade pecuária nos mesmos terrenos, e pergunta por que razão um dos proprietários nunca foi alvo de expropriação.

O Bloco quer ainda ter acesso a comprovativos do valor da expropriação dos 51 hectares que vieram a ser objeto de permuta, a comprovativos do valor dos outros terrenos envolvidos na permuta, e ao último relatório da água das Lagoas de São Miguel.

Em declarações aos jornalistas, Zuraida Soares insistiu que “o secretário regional não pode contraditar o BE e os outros partidos com palavras, este é o momento de pôr os documentos em cima da mesa”.

DL/BE

Categorias: Sem categoria

Deixe o seu comentário