Bolieiro diz que a Educação tem de ser “causa primeira” de uma comunidade e território

© MIGUEL MACHADO

O presidente do Governo regional dos Açores, José Manuel Bolieiro, considerou esta segunda-feira, 21 de fevereiro, que a Educação tem de ser a “causa primeira” de uma comunidade e território, estando o Executivo a procurar, com a sua agenda para a década no setor, inverter diversos indicadores nesta área.

A “agenda de década” do XIII Governo dos Açores para a educação passa por promover o sucesso escolar com o envolvimento de todos, nomeadamente alunos, famílias e professores, defendeu o governante.

José Manuel Bolieiro falava após ter presidido à cerimónia que assinalou os dos 170 anos da Escola Antero de Quental, em Ponta Delgada.

Falando na sessão como presidente do Governo, mas também como antigo aluno da escola, José Manuel Bolieiro evocou o “legado de ensinamento filosófico, postura educativa” e de “afirmação de gerações de sucesso local, nacional e mundial” que foram estudantes na Antero de Quental.

No que refere às obras de manutenção e conservação do espaço, o governante deixou o compromisso do Governo regional apoiar as escolas da região, procurando ainda meios comunitários e do Estado para que se encontre maior “músculo financeiro”.

Aos jornalistas, no final da sessão, José Manuel Bolieiro lembrou o caminho traçado pelo atual Governo pela “dignidade dos docentes”, nomeadamente ao nível dos vínculos laborais.

“Trabalhamos já num ano de governação numa aposta significativa no fim da precariedade do vínculo laboral dos docentes”, lembrou o presidente do Governo dos Açores.

DL

Categorias: Educação

Deixe o seu comentário