Câmara quer criar serviço de transporte adaptado para pessoas com mobilidade reduzida

O presidente da Câmara da Ribeira Grande pretende criar um serviço de transporte adaptado para pessoas com mobilidade reduzida ou portadoras de deficiência, serviço que “pretende dar resposta a necessidades várias com que estas pessoas se deparam no seu dia a dia.”

O anúncio foi feito pelo autarca numa visita aos utentes do centro de atividades ocupacionais da Santa Casa da Misericórdia da Ribeira Grande, no Teatro Ribeiragrandense, no âmbito dos ensaios que os mesmos estão a realizar tendo em vista novas apresentações da peça “Lenda das Sete Cidades – A versão que nunca se contou.”

A visita aos ensaios que os utentes do centro de atividades ocupacionais da Santa Casa da Misericórdia da Ribeira Grande estão a realizar permitiu, também, assinalar o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, efeméride que se assinala a 3 de dezembro de cada ano.

Alexandre Gaudêncio fez-se acompanhar pela vice-presidente, Tânia Fonseca, e pelo chefe de divisão da Ação Social e Educação, Paulo Mendes, relembrando que “a intenção de criar um serviço de transporte adaptado para pessoas com mobilidade reduzida ou portadoras de deficiência vai ao encontro do que nos propusemos concretizar neste mandato autárquico.”

DL/CMRG

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário