Centro Social e Paroquial da Ribeira Chã e Coleção Visitável da Matriz de Lagoa integram o Museu de Lagoa-Açores

O Centro Social e Paroquial da Ribeira Chã e a Coleção Visitável da Matriz de Lagoa irão integrar o Museu de Lagoa-Açores, que já possui núcleos museológicos de temática variada em quatro das cinco freguesias lagoenses. Com esta integração os dois novos núcleos reforçam a sua divulgação conferindo, paralelamente, uma maior abrangência à instituição, que passa a oferecer à população de todas as freguesias do concelho a possibilidade de visionar e contemplar as exposições ali patentes.

De relembrar que, a missão do Museu de Lagoa passa pela salvaguarda da memória e a construção da identidade local, numa ótica de desenvolvimento integrado e sustentado, objetivo que se procura consagrar através de exposições, palestras e serviços educativos.

O Centro Social e Paroquial da Ribeira Chã é proprietário dos Núcleos Museológicos da Ribeira Chã, compostos pelo Núcleo de Arte Sacra e Etnografia, onde ficará patente a exposição que homenageia o fundador, padre João Caetano Flores, pela Casa Rural Maria dos Anjos Melo e pelo Quintal Etnográfico e de Endemismo Açórico.

Por seu turno, a Coleção visitável da Matriz de Lagoa, existente na igreja Matriz e no seu edifício anexo, é composta por seis salas expositivas: o Núcleo da Imaginária; o Núcleo da Ourivesaria; o Núcleo da Cerâmica e a Azulejaria; o Núcleo Processional; o Núcleo da Paramentaria e o Núcleo da Arte Bonecreira. A Coleção Visitável da Matriz de Lagoa tem como missão estudar e preservar o património histórico-artístico religioso e promover a fé, através da cultura, contribuindo para uma dimensão evangelizadora e de promoção de um diálogo entre a comunidade e o seu património religioso.

O Centro Social e Paroquial da Ribeira Chã e a Coleção Visitável da Matriz de Lagoa irão integrar o Museu de Lagoa-Açores por um prazo de cinco anos, passando, deste modo, a beneficiar de orientação especializada no projeto de exposições, respetiva divulgação, acesso dos visitantes a todos os núcleos do Museu de Lagoa, e inclusão quer na rede Regional de Museus e Coleções Visitáveis dos Açores, quer ainda na rede Portuguesa de Museus.

De referir ainda que, a Câmara Municipal irá apoiar a coordenação, gerir e fornecer apoio técnico para a remodelação, nomeadamente museográfica, dos núcleos em causa; apoiar a prossecução das atividades culturais propostas, desde que sejam aprovadas e consagradas no Plano de Atividades anual do Museu de Lagoa-Açores; incluir o Centro Social e Paroquial da Ribeira Chã e a Coleção Visitável da Matriz de Lagoa nas brochuras, catálogos e outros instrumentos de publicitação das atividades do Museu de Lagoa-Açores e disponibilizar rede de wi-fi às suas áreas expositivas, apetrechando-as com o número necessário de iBeacon para a correta interpretação da exposição.

DL/CML

Categorias: Cultura

Deixe o seu comentário