Cerca de 300 quilos de resíduos retirados de diversos pontos da orla costeira da Lagoa

Cerca de 300 quilos de resíduos, principalmente plásticos, foram retirados de diversos pontos da orla costeira da Lagoa e do fundo do mar do Porto dos Carneiros, aquando da ação de limpeza realizada pela Câmara Municipal de Lagoa, através do Centro de Educação e Formação Ambiental de Lagoa – CEFAL.

Entre individualidades e instituições, participaram cerca de 170 pessoas, nesta ação ambiental que decorreu no passado sábado, dia 16 de junho, dia em que teve início a época balnear neste concelho.

Para o Vereador Nelson Santos, “a limpeza da orla costeira, este ano sob o mote Recolhe no Mar para poderes mergulhar, realiza-se desde 2010 e mais do que o simbolismo da ação é a demonstração que a comunidade e instituições do concelho estão despertas para a problemática da poluição marinha. Este fenómeno de poluição é, sobretudo, uma questão de mudança de comportamentos em terra”.

De relembrar que, a ação de limpeza foi realizada em quatro zonas costeiras distintas, nomeadamente do Porto dos Carneiros até ao Complexo Municipal, do Portinho de São Pedro até à Pousada de Juventude, na Baía de Santa Cruz e na Praia da Baixa D´Areia.

A Direção Regional dos Assuntos do Mar, Amigos do Calhau, AJCOD, Associação de Estudantes da Escola Secundária de Lagoa, ECA Escolas, CALAG, Capitania do porto de Ponta Delgada, Parque Natural de Ilha, Escoteiros de Santa Cruz, GNR, Grupo de Cantares Tradicionais de Santa Cruz, Junta de Freguesia de Nossa Senhora do Rosário, Junta de Freguesia de Santa Cruz, Associação de Pescadores de Lagoa, Bombeiros de Ponta Delgada, Clube Náutico de Lagoa, Escoteiros Marítimos, Federação Portuguesa de Atividades Subaquáticas, Polícia Marítima, Nélson Raposo, Paulo Medeiros com a embarcação “Mestre Virgínio”, Picos de Aventura, Grupo de Mergulho da UAC, Clube de Naval de Rabo de Peixe, Musami e Azores Sub, foram as instituições e entidades que contribuíram para esta ação, segundo recorda uma nota de imprensa da autarquia.

Por seu turno, decorreu no mesmo dia, o início da época balnear na Lagoa, onde nas Piscinas Naturais de Lagoa, a bandeira azul foi hasteada pelo 22.º ano, sendo que, as mesmas possuem o galardão de praia acessível e de “praia qualidade de ouro”, desde 2011.

Nesta cerimónia, além das entidades oficiais, marcaram presença um grupo de pessoas que utiliza este espaço para o seu banho diário no mar, tendo sido dois membros deste grupo que, simbolicamente, hastearam a bandeira azul.

No caso do Porto da Caloura, foi a 19.ª vez que foi hasteada a bandeira azul e é, também, uma zona balnear classificada pela Quercus como tendo “qualidade de ouro”. Na cerimónia, que incluiu uma visita ao Centro Azul, único na Região Autónoma dos Açores e à exposição “Lagoa Debaixo de Água”, Nelson Santos adiantou que, para 2019, pretende ter três zonas balneares com o galardão “bandeira azul” no concelho, pelo que irá candidatar a Zona Balnear da Baixa d´Areia ao referido galardão.

DL/CML

Categorias: Local

Deixe o seu comentário