Cientistas dos Açores podem candidatar-se a partir de hoje a apoios para projetos de investigação

Fausto Brito Abreu concuro cientistas

O Governo dos Açores lançou um concurso público, no âmbito do Programa Operacional Açores 2020, nos termos do qual os cientistas da Região podem candidatar-se a partir de hoje a apoios para projetos de investigação através do portal do Balcão 2020, no endereço eletrónico https://www.portugal2020.pt/Balcao2020/.

O Secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia salientou que este concurso, cofinanciado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, tem um valor de 2,9 milhões de euros, recordando que o anterior concurso lançado pelo Executivo para o financiamento de projetos de investigação tinha uma dotação de 720 mil euros.

Fausto Brito e Abreu considerou que “este concurso permitirá reter na Região investigadores que são essenciais para o prestígio e para a produção científica da Universidade dos Açores”, adiantando que, numa fase posterior, o Governo Regional irá promover novo concurso para bolsas de doutoramento e pós-doutoramento, logo que o Fundo Social Europeu estiver regulamentado a nível nacional.

O objetivo do Governo, segundo o Secretário Regional, é lançar “outros concursos, com caraterísticas e montantes semelhantes, em 2018 e 2020″ para assegurar um financiamento mais regular do Sistema Científico e Tecnológico dos Açores e “otimizar a aplicação dos fundos comunitários do quadro de apoio 2014-2020”.

As entidades não empresariais do Sistema Científico e Tecnológico Regional podem candidatar-se a estes apoios até 13 de setembro, sendo que cada projeto de investigação deverá ser executado num prazo até três anos e ter um custo máximo elegível de 150 mil euros.

Este concurso visa reforçar as condições de base para a produção científica e de inovação, em linha com a Estratégia de Investigação e Inovação para uma Especialização Inteligente definida para a Região Autónoma dos Açores (RIS3).

Os apoios previstos estão ainda alinhados com os objetivos da política regional para o apoio ao Sistema Científico e Tecnológico dos Açores, enquadrando-se nos eixos prioritários e respetivos objetivos do programa PRO-SCIENTIA.

Segundo Brito e Abreu, este concurso contribui também para “o reforço da ligação entre a investigação fundamental, a investigação aplicada e a transferência de conhecimento tecnológico para o tecido empresarial”.

O Secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia, o Diretor Regional da Ciência e Tecnologia e investigadores dos três polos da Universidade dos Açores participam segunda-feira, 20 de julho, às 15h00, numa videoconferência sobre o processo de candidaturas a este concurso.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário