Comissão Europeia não pode continuar “sem agir” no setor do leite

Feira Agricola Açores 2015 Praia da Vitoria Terceira-

O Secretário Regional da Agricultura e Ambiente afirmou, na Praia da Vitória, que o preço do leite pago ao produtor “não pode continuar a descer”, considerando, por isso, que a Comissão Europeia “não pode continuar a ignorar que o mercado está inundado de leite e de produtos láteos, sem agir”.

Luís Neto Viveiros frisou que “o boicote da Federação Russa e a retração de importações por parte da China e de Angola – destino de 80% das exportações de produtos lácteos portugueses fora da Europa”, contrariaram “as perspetivas mais otimistas dos defensores do fim do regime de quotas leiteiras”. 

“Neste cenário adverso para o escoamento do leite e derivados que as unidades fabris enfrentam, de facto, o custo da instabilidade dos mercados não pode ser apenas imputado à produção”, defendeu Neto Viveiros, que falava na abertura da Feira Agrícola Açores 2015. 

Na sua intervenção, frisando que é “a mesma produção a que se exige investimento e qualidade”, o titular da pasta da Agricultura considerou que, em particular “para regiões ultraperiféricas e de montanha, têm que ser criados mecanismos adicionais neste período de transição”. 

Luís Neto Viveiros destacou o apoio manifestado na última Conferência dos Presidentes das Regiões Ultraperiféricas, em Guadalupe, por proposta do Governo dos Açores, a esta pretensão e realçou também a aprovação recente de propostas dos deputados europeus em defesa do setor. 

O Secretário Regional frisou, nomeadamente, que esta semana, num “esforço conjunto de pressão e influência”, o eurodeputado Ricardo Serrão Santos, responsável pelo ‘relatório do leite’, “reuniu apoios na Comissão de Agricultura do Parlamento Europeu para solicitar o reforço do envelope do POSEI”, uma de várias medidas propostas que deverão ser debatidas na próxima sessão plenária.  

Nesse sentido, anunciou que “estão já em fase final de negociações com a banca os protocolos que sustentarão uma linha de crédito destinada a reforçar a competitividade das explorações agrícolas açorianas, através da bonificação dos juros”. 

Para o Secretário Regional, trata-se “de mais um instrumento que visa fomentar uma política sustentável de investimentos no setor agrícola, reforçando a capacidade financeira das explorações para fazer fase aos investimentos programados e fortalecer o seu fundo de maneio”. 

Luís Neto Viveiros revelou também que, em consequência do I Fórum do Leite, criado para “aproximação e debate de todos os intervenientes da fileira”, vai ser apresentada no próximo encontro, a realizar na Terceira, “uma plataforma por parte do IAMA que vai congregar e disponibilizar toda a informação relevante para o setor”.  

Na intervenção que proferiu na inauguração da Feira Açores 2015, o Secretário Regional salientou que, até domingo, “a Praia da Vitória é a montra da agricultura açoriana”, acrescentando que, com o financiamento da realização anual desta feira, o Governo pretende criar “oportunidades de negócio” e promover “a excelência e as caraterísticas que distinguem os nossos produtos”. 

A Feira Agrícola Açores, o maior certame do género na Região, decorre até domingo, das 10h00 à meia-noite, na Zona da Marina da Praia da Vitória, ocupando uma área coberta de 5.300 m2. 

No âmbito da feira, decorrerá o XIII Concurso Micaelense da Raça Holstein Frísia, que conta com a participação de mais de 200 animais oriundos de diversas ilhas, estando presentes cerca de 80 expositores nos pavilhões agro-comercial e institucional. 

O programa da feira inclui concursos de gado de leite e de carne, queijo, mel, horto-fruti-florícolas, equinos e canídeos, provas de vinhos, palestras e cursos, além de espetáculos equestres e de animação promovida por grupos locais. 

São parceiros do Governo dos Açores na organização da Feira Agrícola Açores 2015 a Associação Agrícola e de Jovens Agricultores da Ilha Terceira, a Câmara de Comércio de Angra do Heroísmo, a Câmara Municipal da Praia da Vitória e a Associação Açoriana de Criadores de Cavalos. 

O evento conta ainda com o apoio da Federação Agrícola dos Açores, da FRUTER, do Núcleo de Criadores de Bovinos de Raças de Carne da Ilha Terceira e da Associação Portuguesas de Criadores da Raça Holstein Frísia.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário