Como reclamar? Uma arte desconhecida mas muito necessária.

© D.R.

Como se deve fazer uma reclamação? Parece uma pergunta muito óbvia, mas muitas pessoas não sabem fazer uma reclamação e aproveitar as vantagens da análise emocional da pessoa que está do outro lado, e fazer uma reclamação que tenha um único objetivo de resolver aquele problema que nos levou ao contacto.

Hoje em dia com as redes sociais, é muito frequente as pessoas reclamarem dentro das redes, e não pessoalmente ou através dos serviços de apoio ao cliente. Por isso, as situações deixam de ficar “resolvidas”, e passam a ser reclamadas apenas nas redes sociais. Mas não é isso que a maioria das pessoas quer. 

O que a maioria das pessoas quer é resolver a reclamação, reivindicar os seus direitos, e ter a atenção da empresa para o seu caso. E tudo isto é possível através de algumas técnicas que certamente será vantajoso conhecer.

Conheça os seus direitos

É preciso perceber acima de tudo, e em primeiro lugar, se a sua reclamação tem mérito. Será que tem o direito de reclamar do serviço? Ainda está na garantia? Tem realmente razão naquilo que está a pedir?

Deve acima de tudo informar-se de toda a situação, utilizando os telefones de apoio ao cliente da empresa, e questionando as características do produto ou alguma informação que possa dar-lhe a certeza do mérito da sua reclamação.

Consequências da nossa reclamação

Depois de apresentarmos a nossa reclamação, que pode ser por telefone ou então por e-mail, é preciso sabermos se as coisas estão realmente a ser tratadas. Será que a nossa reclamação vai ter uma resposta em tempo útil? Devemos sempre fazer um “follow up” passado alguns dias, e questionar se a nossa situação está a ser analisada. É importante deixarmos claro que pretendemos a reclamação resolvida num curto espaço de tempo, uma vez que é do interesse de ambas as partes resolver a situação o mais rapidamente possível.

Se “a bem” não funcionar…

Existem serviços como a DECO Proteste que podem prestar um auxílio importante na sua reclamação. Normalmente quando está uma associação destas envolvida, a reclamação até pode correr melhor.

No entanto, se for necessário mostrar “as garras” podemos indicar que vamos escrever no livro de reclamações, ou deixar claro que vamos escrever e deixar o nosso feedback nas redes sociais. Com estas duas situações em cima da mesa, podemos ter uma resposta um pouco mais dura, mas necessária, considerando que não conseguimos resolver as coisas a bem.

Se nada disto resultar, e sabemos que nem sempre conseguimos levar a situação a bom porto, temos outras alternativas. Por exemplo, se for uma reclamação de algo que tenha bastante valor, podemos recorrer às vias judiciais.

Fabricio Rodriguês
Criador de Conteúdos

Categorias: Opinião, Patrocinado

Deixe o seu comentário