Corrupção combate-se com educação

O Secretário Regional da Educação e Cultura defendeu  que é pelo “acréscimo” da educação que “melhor se obtém o decréscimo” da corrupção.

Avelino Meneses, que falava na sessão de entrega da menção honrosa à Escola Secundária Domingos Rebelo, no âmbito do concurso nacional ‘Imagens contra a Corrupção’, frisou que, socialmente, a corrupção “é filha da incultura”, que torna os cidadãos “muito mais submissos e muito menos exigentes”.

Por outro lado, salientou que, politicamente, a corrupção é “filha da ditadura e do centralismo”, que tem como “antídotos” a liberdade, a democracia e a descentralização, que possibilitam “a transparência e o controlo de procedimentos” e “suscitam a participação da comunidade”.

A Escola Secundária Domingos Rebelo é uma das seis escolas envolvidas no projeto ‘Mais Vale Prevenir’, tendo concorrido também ao concurso ‘Imagens contra a Corrupção’, no qual foi distinguida com uma Menção Honrosa pelo trabalho ‘Quem quebra?’, numa iniciativa do Conselho de Prevenção da Corrupção.

Os alunos participantes neste projeto, sob a orientação do docente Gilberto Cardoso, abordaram o tema por meio de diálogo e explicações sobre o conceito da corrupção e de formas de luta, através de um vídeo, que se pode ver visto aqui.

DL/Gacs

Categorias: Educação

Deixe o seu comentário