Encarregados de educação dos Açores recebem formação em plataformas digitais

© D.R.

A Secretaria Regional da Educação dos Açores promove hoje uma ação de formação sobre a plataforma ‘Teams’ e o sistema ‘Office 365’ para encarregados de educação das escolas públicas da região.

A sessão é dada pela Microsoft, tem a duração de 45 minutos e irá decorrer a partir das 18:00 (hora local, 19:00 em Lisboa). As inscrições podem ser feitas através do ‘link’ http://bit.ly/eventoEE2.

Citada numa nota de imprensa, a secretária Regional, Sofia Ribeiro, afirma que esta medida pretende promover a “formação da comunidade escolar em competências digitais”.

“Com esta iniciativa, pretendemos dotar as famílias de competências que facilitem o acompanhamento educativo dos alunos e ainda lhes facultem ferramentas de integração fundamentais na sociedade”, salienta.

A social-democrata destaca ainda que esta formação dará aos encarregados de educação “novas ferramentas” para que “possam estar mais bem preparados em possíveis situações de contingência, que obriguem à suspensão das atividades letivas em regime presencial”.

Na nota é referido que “à exceção de São Miguel, tendo em conta o nível de risco máximo, as escolas que identificaram encarregados que não dispõem de equipamentos próprios ou ligação à Internet, terão disponível uma sala com computadores e acesso à rede”.

Os Açores têm atualmente 195 casos ativos de covid-19, sendo 186 em São Miguel, cinco nas Flores, três na Terceira e um em Santa Maria.

Na região, desde o início da pandemia, foram diagnosticadas 4.930 infeções pelo novo coronavírus, das quais 4.582 pessoas recuperaram e 31 morreram,

São Miguel é a única ilha que está em alto risco de contágio, tendo hoje sido retomadas as aulas presenciais para os alunos dos 1.º e 2.º anos de escolaridade, bem como para os alunos do secundário, apenas nas disciplinas em que vão fazer exames nacionais.

Os alunos dos restantes anos de escolaridade da maior ilha açoriana mantêm-se em ensino à distância.

No resto do arquipélago, que está em muito baixo risco, os alunos têm aulas presenciais.

A escala de risco utilizada pela Região Autónoma dos Açores tem cinco níveis: muito baixo, baixo, médio, médio alto e alto.

Lusa/ DL

Categorias: Educação

Deixe o seu comentário