Evangelizar pela arte é objetivo do Festival Zarpar

Pe Nuno Maiato aprsenta festival Zarpar-

Os jovens da ouvidoria da Lagoa, na ilha de São Miguel promovem no próximo mês de julho, entre os dias 10 e 12, o multi-festival de verão Zarpar,  a decorrer no Convento dos Franciscanos, na freguesia de Santa Cruz, Lagoa (Açores).

Trata-se de uma iniciativa que tem por objetivo “celebrar a alegria da fé e da vida e evangelizar pela arte”, segundo referiu o Pe. Nuno Maiato em conferência de imprensa, adiantando que este festival de verão fazia falta no âmbito do leque de atividades da própria ouvidoria, alargado aos próprios familiares.

O pároco de Santa Cruz admite ser um projeto ambicioso, mas admite ser este primeiro ano um género de escola para os próximos anos.

O Festival terá o seu inicio, nos três dias, sempre com o “Cais de Oração” que será animado por vários grupos de jovens e consagrado, assim como decorrerá uma feira de artesanato permanente; uma feira do livro, com editoras nacionais e regionais, bem como livrarias locais, durante a qual serão apresentados três novos livros; seis exposições; Teatro; Cinema e vídeo; workshops e concertos de música.

Como bandas convidadas destaque para a música dos R3M (sexta feira dia 10), Claudine Pinheiro (sábado dia 11) e Vânia Fernandes e Luís Sousa (domingo, dia 12 de julho). Também atuarão no palco da música os Pequenos Artistas da Salga (Nordeste); o grupo Pedrinhas de Sal do Cabouco (Lagoa) e o Pe Marcos Miranda.

No âmbito do festival decorrerão diversos workshops  e exposições. Estão previstos workshops sobre escutismo (10 de julho), artesanato (10 de julho),  língua gestual (10 de julho), Aikido (11 de julho), Design Gráfico (11 de julho) e religião (11 e 12 de julho). Como exposições destaque para “As Vidas das Pedras”, com fotografia de Fernando Resendes; “Romeiros da Ilha Terceira”, com fotografia de Fernando Pavão; “Filamentos de luz”, escultura de Gilberto Bernardo; “As joias do Senhor”, artesanato de Sofia Botelho; “O Evangelho Ilustrado- Ano A”, cartoons de Luís Cardoso e “Percursos”, pintura de Pedro Sousa.

Durante o festival haverá ainda um momento de apresentação da encíclica Laudato Si, do Papa Francisco, pelas Irmãs Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição. Aliás, as diferentes congregações religiosas presentes na ilha de São Miguel serão protagonistas de uma série de momentos neste festival, destacando-se por exemplo o workshop “Despertar da Fé (Evangelizar Bébés)” pelas Irmãs de São José de Cluny no sábado dia 12 de julho.

Esta é a primeira edição do festival Zarpar e assume-se como o “berço” de uma “iniciativa diocesana” que seja capaz de congregar os jovens católicos, referiu o Pe. Nuno Maiato, na conferência de imprensa que serviu para apresentar o multi-festival à comunicação social.

O festival, que decorrerá entre as 18 e as 24h00, terá entrada livre.

DL/IA

Categorias: Local

Deixe o seu comentário