Governo dos Açores vai apostar na captação de água em ribeiras com caudal permanente

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas anunciou, em São Miguel, a intenção do Governo dos Açores de aproveitar a água de ribeiras com caudal permanente para reforçar o abastecimento à lavoura, garantindo deste modo a sustentabilidade futura do setor agrícola.

João Ponte, que falava à margem da operação de reforço do abastecimento de água nesta lagoa do concelho de Vila Franca do Campo, salientou que, a médio e longo prazo, o Executivo regional vai concentrar-se em encontrar linhas de água com caudais permanentes de modo a evitar que estas águas vão parar ao mar, desviando-as para complexos de armazenamento de água, como é o caso das lagoas das Contendas ou do Caldeirão, em São Miguel.

Nesta operação, a que também assistiu o Presidente do Conselho de Administração da IROA, S.A., o Secretário Regional revelou ainda que a IROA, S.A. está já a trabalhar também para construir mais uma célula para armazenamento de água na Lagoa das Contendas.

Esta lagoa artificial, inaugurada em 2014, tem capacidade para armazenar 25 milhões de litros de água em duas células e serve 150 explorações agrícolas situadas no Perímetro de Ordenamento Agrário da Zona Central de São Miguel, que engloba quase 8.000 hectares nos concelhos de Vila Franca do Campo, Ribeira Grande e Povoação.

O titular da pasta da Agricultura destacou que, desde a semana passada, os Bombeiros da Ribeira Grande já abasteceram a Lagoa das Contendas com cerca de 500 mil litros de água, garantindo que a operação irá continuar enquanto se justificar, ou seja, enquanto não chover e não entrar água pelo açude onde é feita a captação para a lagoa.

O governante referiu que, além das Contendas, a IROA, S.A. está também a proceder ao reforço do abastecimento de água na zona do Carvão, em Ponta Delgada, e no reservatório dos Barreiros, na Maia, para além de outros pontos estratégicos a definir nos próximos dias, conforme ficou acordado numa reunião realizada na semana passada com a Associação Agrícola de São Miguel e a Associação de Jovens Agricultores Micaelenses.

Ainda esta semana, o Secretário Regional da Agricultura e Florestas vai reunir com os principais agentes do setor agrícola da Terceira para avaliar a situação da seca e da escassez de água nesta ilha.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário