Governo regional não vai alterar calendário escolar

© DL

A secretária regional da Educação dos Açores, Sofia Ribeiro, considerou hoje, 27 de novembro, que não há “qualquer indício” sobre a necessidade de alterar o calendário escolar nos Açores, na sequência da crise pandémica da covid-19.

A governante falava à margem da entrega de diplomas da Escola Profissional Monsenhor João Maurício de Amaral Ferreira, no concelho da Povoação.

No continente português, as aulas vão recomeçar em 10 de janeiro depois das férias do Natal para conter o aumento do número de casos de covid-19, anunciou na quinta-feira o primeiro-ministro.

“Introduzimos uma ligeira alteração no calendário escolar, adiando a reabertura do início do segundo período para o dia 10 de janeiro”, disse António Costa na conferência de imprensa após a reunião do Conselho de Ministros na qual foram decididas novas medidas para combater a pandemia.

O primeiro-ministro adiantou que estes cinco dias vão ser recompensados “com a redução de dois dias da interrupção do Carnaval e de três dias da interrupção na Páscoa”.

Nos Açores e na Madeira os Governos regionais têm autonomia para definir o calendário escolar.

Sofia Ribeiro sublinhou que “o encerramento do regime presencial nas escolas, a alteração do calendário escolar, a transição para regimes de ensino à distância deve constituir sempre o último reduto”.

“Continuamos a acompanhar, com a Secretaria da Saúde e Desporto, a situação epidemiológica, que afere não apenas a existência de novos casos de contágio, mas também os níveis de hospitalização e de óbitos que possam vir a ocorrer”, disse Sofia Ribeiro.

Lusa/ DL

Categorias: Educação

Deixe o seu comentário