Governo Regional trata Juntas de Freguesia de forma discriminatória pela sua cor partidária

Jose-Andrade-PSd-Açores

O PSD/Açores denunciou aquilo que considera ser a forma “discriminatória” como o Governo Regional trata as juntas de freguesia das diferentes ilhas, querendo explicações sobre o que considera ser “uma discriminação inaceitável, imprópria numa verdadeira democracia, mas que passou, descaradamente, a assumir letra de lei”, diz o deputado José Andrade. 

Num requerimento enviado à Assembleia Legislativa, José Andrade refere os recentes apoios oficiais do governo socialista às juntas de freguesia, em que a Secretaria Regional de Turismo e Transportes atribuiu apoios financeiros de quase 1 milhão de euros a 45 Juntas de Freguesia.

“Destas 45 Freguesias, 42 têm Juntas do PS, 2 do PSD e 1 de um Grupo de Cidadãos.

Dos 996.500 euros distribuídos, 935 mil foram para Juntas do PS, 31.500 para Juntas do PSD e 30.000 para uma Junta apartidária. As Juntas do PS receberam assim 93,8% dos apoios distribuídos”, concretiza o deputado.

O deputado apresenta “um exemplo concreto”, referindo que “a Secretaria Regional do Turismo e Transportes atribuiu 1500 euros à Junta de Freguesia de Rabo de Peixe, enquanto concedeu 84 mil euros à Junta de Freguesia da Ribeirinha (Angra do Heroísmo) e 90 mil euros à Junta de Freguesia da Vila Nova (Praia da Vitória)”.

Para José Andrade, “estas discriminações assumidas, e, certamente, tantas outras disfarçadas, são cometidas com o dinheiro de todos nós por um governo que devia ser de todos mas prefere apenas apoiar alguns”.

O parlamentar refere ainda que “os números falam por si, pois foram apoiadas 42 das 89 Juntas que são da mesma cor do Governo, sendo apenas apoiadas 3 das 66 Juntas que não são da mesma cor do Governo”.

DL/PSD

Categorias: Sem categoria

Deixe o seu comentário