Igreja de Nossa Senhora dos Anjos acolhe concerto de ano novo na Lagoa

CML

No próximo sábado, 9 de janeiro, pelas 21h00, irá decorrer o “Concerto de Ano Novo” com o Coral de São José na igreja paroquial de Nossa Senhora dos Anjos, na vila de Água de Pau.

Segundo comunicado pela autarquia lagoense “este momento musical contará com peças icónicas, que são verdadeiros clássicos da época natalícia, e com um coro sinfónico do coral de São José, com a interpretação de cinco solistas, tendo Mariana Leite no piano e Luís Filipe Carreiro, na direção musical e artística.” 

O reportório conta com clássicos natalícios como as música Alleluia; Silent Night ou Joy to the World e musica tradicional portuguesa, sendo que “este concerto de ano novo promete abrilhantar e dar início ao ano de 2021, de forma simbólica, com esperança, saúde, paz e união”, refere a nota.

Devido à pandemia e para assegurar todas as condições de segurança recomendadas, a autarquia elaborou um plano de prevenção para o evento, nomeadamente através da lotação do espaço que será reduzida e com lugares fixos, sendo necessário proceder ao levantamento dos ingressos, gratuitos, na Casa da Cultura Carlos César, em Santa Cruz, entre as próximas terça e sexta-feira, no horário expediente.

A Câmara Municipal salienta que “serão asseguradas todas as medidas de proteção, tanto dos elementos do Coral de São José, como dos espetadores, que serão sentados em lugares previamente identificados com numeração semelhante à do bilhete.”

O uso de máscara é obrigatório, exceto para crianças com idade inferior a 6 anos, tal como a higienização das mãos à entrada da igreja, sendo que, será delineado um circuito de entrada e saída do espaço, assegurando, dessa feita, o não cruzamento do público.

O Coral de S. José foi constituído em 1967, para atuar nas Eucaristias dominicais e outras solenidades na igreja de São José, em Ponta Delgada, assim como as transmissões das missas na RTP Açores. Em 1996, constitui-se Associação, sendo que, em 2000, teve o reconhecimento de “Associação de Utilidade Pública Regional” e, em 2008, foi distinguida com a “Insígnia Autonómica de Mérito Cívico”, pela Assembleia Legislativa e Governo Regional dos Açores.

DL

 

Categorias: Cultura

Deixe o seu comentário