Inaugurado busto em bronze do Reverendo Simão Leite de Bettencourt

FOTO CML

A cerimónia decorreu esta quarta-feira, 28 de outubro, na Praça de Nossa Senhora da Graça, no Rosário, Lagoa, onde foi colocado o busto em bronze em homenagem ao Reverendo Simão Leite de Bettencourt, Doutor em Filosofia, Teologia e Direto Canónico. 

Aquando do descerramento do busto, a Presidente da Câmara de Lagoa sublinhou ser “com enorme orgulho que homenageamos nesta nobre praça da cidade da Lagoa, perante os seus familiares e amigos, o Reverendo Doutor Simão Leite de Bettencourt, com o descerramento de um busto, que vem dignificar e perpetuar a memória deste ilustre lagoense, que completaria, hoje, 107 anos”.

Para além da sua sabedoria, cultura e inteligência, o Reverendo Simão Leite Bettencourt é recordado por muitas pessoas por ter sido uma pessoa humilde e bondosa e “ainda hoje é lembrado por amigos e lagoenses que com ele privaram, pela sua participação e intervenções no «Ciclo de Conferências», do círculo de amigos da Lagoa”, refere Cristina Calisto.

Para a autarca, “é com este tipo de atos que reconhecemos aqueles que, com a sua genialidade, marcaram a cultura e, simultaneamente, fazemos prevalecer a história dos nossos antepassados junto das gerações de hoje e de amanhã”, acrescentado que, “é prática da Câmara Municipal dignificar aqueles que são genuinamente nossos, neste caso concreto, o reverendo Doutor Simão Leite de Bettencourt, em consideração ao seu intelecto, sapiência, modéstia e humildade”.

Por outro lado, a Presidente da Câmara fez referência ao setor cultural do município, relembrando que, o mesmo ganhou uma nova dinâmica, marcando uma revolução cultural no concelho. Foi criado um conjunto de condições que deram uma nova centralidade à cultura no concelho, com variadas dinâmicas, destinadas a diferentes tipos de público, onde se distingue o Museu de Lagoa, composto por cinco núcleos de tutela camarária, nomeadamente: Convento de Santo António, onde se encontra o núcleo museológico do presépio, a Casa do Romeiro, a Casa da Cultura Carlos César, o Núcleo museológico do Cabouco e Mercearia Central-Casa Tradicional e dois núcleos tutelados por paróquias: a Coleção Visitável da Igreja Matriz de Santa Cruz e os núcleos museológicos da Ribeira Chã, bem como a Tenda de Ferreiro Ferrador de tutela privada, com quem já foi celebrado protocolo.

Cristina Calisto aproveitou ainda a ocasião para felicitar o escultor Álvaro França, pelo trabalho, recordando que o artista é também ele “uma referência nas artes” e agradeceu a presença dos familiares e amigos do reverendo Simão Leite Bettencourt, referindo que, “prestar uma homenagem, ainda que a título póstumo, é um ato digno e importante no reconhecimento de um filho da Lagoa que se notabilizou pelo seu mérito próprio”.

DL

Categorias: Local

Deixe o seu comentário