Instituto Cultural Padre João José Tavares e Associação Jovem Lagoense com nova sede

FOTO CML

No próximo dia 5 de novembro, pelas 11h00, irá decorrer a entrega do novo espaço sede ao instituto cultural Padre João José Tavares e à Associação Jovem Lagoense (AJL), onde ambas ficarão sedeadas no edifício do Museu do Alambique, na freguesia do Rosário.

Com o melhoramento destas instalações e com as novas sedes, ambas as instituições de cariz cultural,  solidariedade social e educação passam a dispor de um melhor espaço para a planificação e realização das suas diversas atividades no concelho.

De referir ainda que, nestas instalações existe o núcleo museológico do Alambique, que será alvo de uma nova museografia no próximo ano, prevendo-se também a sua abertura ao público.  

O Instituto Cultural Padre João José Tavares foi constituído no dia 7 de abril de 2008, é presidido por Maria Palmira Bettencourt e tem como principal objetivo divulgar e enriquecer a cultura no concelho de Lagoa, atuando em áreas como o património, história, museologia e arte sacra.

«A âncora de meu coração», de Maria Palmira da Silva Leite Bettencourt; «Notas sobre a toponímia Lagoense», de Maria Antónia Mota Albergaria Pacheco; «A Distribuição Pública de Água na Vila da Lagoa, S. Miguel, Açores», de Sandra Maria Gonçalves Monteiro e «Círculo de Amigos da Vila da Lagoa», de Susana Goulart Costa e Sandra Maria Gonçalves Monteiro, foram as obras editadas pelo Instituto Cultural Padre João José Tavares.

Recolha e arquivamento de peças musicais de figuras lagoenses como Teófilo Frazão e Manuel José Tavares Canário e organização das Galas de Ópera, são algumas das iniciativas de destaque desta entidade.

A Associação Jovem Lagoense  foi fundada no dia 18 de maio de 2017, sendo uma associação de jovens que atua em prol do concelho, com a realização de várias atividades e iniciativas de cariz cultural, solidariedade social e educação.

Através dessas três áreas de intervenção, a AJL pretende que os jovens da Lagoa se unam e protagonizem uma intervenção cívica na comunidade do concelho.

Recentemente, a AJL ficou responsável por dinamizar o Clube de Leitura Municipal,  que teve a sua primeira edição no passado dia 9 de outubro, na Biblioteca Municipal Tomaz Borba Vieira, após um interregno do mesmo, e contou com a presença do escritor e professor açoriano, Urbano Bettencourt. Este Clube de Leitura destina-se a todos aqueles que gostam de ler, que querem partilhar as suas leituras, refletir e debater, em conjunto, sobre diversos temas como livros e autores, desde poesia, prosa ou temas livres.

Para além desta sua recente iniciativa, a Associação de Jovens Lagoense tem-se destacado pelas suas ações de voluntariado; participação em Festivais de Sopas; doação de livros; donativos financeiros para causas solidárias; atividades com os idosos; realização de colóquios; cabazes solidários e Saraus literários.

DL

Categorias: Local

Deixe o seu comentário