Isabel Rodrigues reafirma compromisso do Governo na defesa e promoção dos direitos da criança

Isabel-Rodrigues-Dia-da-Criança

A Secretária Regional Adjunta da Presidência para os Assuntos Parlamentares reafirmou hoje, em Ponta Delgada, o compromisso do Governo dos Açores de considerar “estratégico para o futuro da Região” o investimento que se faz na infância em todas as ilhas.

Isabel Rodrigues falava, em representação do Presidente do Governo, na inauguração do ‘Mural dos Direitos da Criança’, nas Portas do Mar, uma iniciativa do Instituto de Apoio à Criança nos Açores para assinalar o Dia Mundial da Criança.

A Secretária Regional sublinhou que a Região “precisa dos seus jovens, precisa de cidadãos interventivos que contribuam para o seu desenvolvimento mas, para que cheguemos lá, temos todos de tomar consciência de que esta luta pelos direitos da criança não é uma luta de alguns, é uma luta de todos”.

Para Isabel Rodrigues, o compromisso do Governo dos Açores nesta área é bastante claro. 

Isabel Rodrigues frisou que a Região “efetuou um percurso de que se pode orgulhar”, salientando que os Açores se encontram num patamar “onde variadíssimos atores sociais, variadíssimas instituições, de áreas como a saúde, a solidariedade social, a educação, unem todos os dias os seus esforços para proporcionar condições de igualdade de oportunidades, condições de bem estar, mas também para proporcionar mecanismos de reabilitação e de recuperação para aquelas crianças relativamente às quais não chegamos a tempo e em que somos confrontados com situações de efetiva violação dos seus direitos”.

O Governo dos Açores, reiterou Isabel Rodrigues, tem investido e atuado, desde logo “proporcionando boas condições de vida às famílias e às crianças, triplicando a resposta em creches e ATL, implementando respostas inovadoras como os centros de desenvolvimento e inclusão juvenil, os centros de acolhimento temporário e aumentando de 16 para 38 as respostas em instituições de acolhimento com dimensão adequada”.

O caminho, afirmou a Secretária Regional, passa agora “por uma cada vez maior interiorização de cada um de nós do que são efetivamente os direitos da criança” e sobre o exercício desses direitos na Região.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário