Lavoura preocupada com efeitos das alterações climáticas

O Presidente da Associação Agrícola de São Miguel mostrou-se preocupado com as condições climatéricas que poderão colocar em causa as colheitas, nomeadamente o milho forrageiro, que poderá não ser recuperado no final da campanha.

Jorge Rita diz que em causa está a escassez de água, sendo que na região não existe reservas de água e esse deverá ser um tema importante a pensar no futuro.

A preocupação foi deixada na abertura do XVII Concurso Micaelense Raça Holstein Frísia, a decorrer em Santana até domingo, numa organização da Associação Agrícola de São Miguel.

Jorge Rita diz que esta preocupação deve ser tida em conta no próximo Quadro Comunitário de Apoio, o qual deverá ser estudado ao pormenor e com intervenções cirúrgicas.

No discurso de abertura de mais este concurso, o Presidente da Associação Agrícola voltou a deixar o seu descontentamento face ao valor que é pago aos produtores de leite por parte da indústria. “Esta é uma situação dramática e é mesmo vergonhoso o valor que é pago por algumas indústrias”.

Sobre a proposta da Comissão Europeia relativa à Política Agrícola Comum (PAC) pós 2020, que prevê cortes de 15% na dotação do Programa de Desenvolvimento Rural e de 3,9% no POSEI, Jorge Rita recordou que Portugal é um dos países que recebe menos, e a baixa em cerca de 600 milhões de euros para o desenvolvimento rural é dramática.

O Presidente da Associação Agrícola diz que o POSEI será a salvação do setor apelando a um trabalho a uma só voz na defesa dos interesses dos Açores, uma vez que o QCA não está fechado e esse tem de ser o trabalho junto do Estado Membro.

“Temos que ter uma revindicação forte, pressionante, bem articulada em relação ao país e em relação à União Europeia. Os Açores são uma das regiões mais atrasadas do país em termos de desenvolvimento, sendo que faz todo o sentido que a descriminação positiva seja feita de forma persistente em termos de reivindicação da região”.

Neste XVII Concurso Micaelense Raça Holstein Frísia estão a concurso 240 animais com representação de 70 explorações no concurso.

A par do XVII Concurso Micaelense Raça Holstein Frísia decorrerá, decorre também a III Mostra de Aves 2018, uma exposição de aquários, feira de reciclagem, exposição comercial e de produtos regionais, tasquinhas e animação para crianças.

A nível musical sobem ao palco deste evento a Banda TukáTulá, The CODE e por fim o Grupo Folclórico do Porto Formoso e a Tia Maria de Nordeste.

DL

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário