Mantendo a tradição dos “Maios”

© D.R.

No passado dia 1 de maio, os alunos do 6º F da EB 2 Padre João José do Amaral, deslocaram-se à escola, apesar de ser domingo, a fim de esporem os “Maios” que fizeram no âmbito da disciplina de Cidadania e Desenvolvimento.

No segundo semestre, na disciplina de Cidadania e Desenvolvimento, no domínio das Celebrações, escolhemos trabalhar “Os Maios”. A turma foi dividida em 6 grupos de trabalho e, durante duas semanas, trabalhamos afincadamente, tanto na escola como em casa, para conseguirmos ter os “Maios” prontos no dia 1 de maio. Pesquisamos a sua origem e a forma de os fazer. Ficamos a saber que os “Maios” são bonecos de trapo construídos artesanalmente, que podem ser acompanhados de cestos ou ramos de flores e quadras ou frases e, que são colocados juntos às estradas ou nas portas das casas. Assim, como manda a tradição, no Dia do Trabalhador, fomos à escola e expusemos os nossos “Maios” junto ao portão principal para puderem ser vistos pela população.

© D.R.

Como a Câmara Municipal de Lagoa tinha lançado um concurso (26ª Edição do Concurso dos Maios 2022), aproveitámos e inscrevemo-nos e, no dia 19 de maio, deslocámo-nos à Câmara Municipal de Lagoa para recebermos os nossos certificados de participação. Apesar de não termos ganho o concurso, percebemos a importância de continuarmos a promover a tradição e a cultura da nossa terra.

Divertimo-nos imenso e agradecemos aos nossos familiares e professores pela ajuda e colaboração que nos prestaram na construção dos “Maios”. Agradecemos também à assistente operacional D. Ana Cristina por nos ter aberto a escola a um domingo para podermos concluir o nosso projeto e expor os nossos trabalhos.

© D.R.


Texto e fotografia: Os alunos do 6ºF da EBI de Lagoa

Categorias: Opinião

Deixe o seu comentário