Marta Guerreiro defende “visão integradora e holística” de todos os produtos turísticos

A Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo afirmou, na Assembleia Legislativa, a importância de uma visão “integradora e holística” de todos os produtos turísticos dos Açores, através de um Modelo de Gestão de Produtos e Recursos Turísticos.

Marta Guerreiro salientou que o entendimento do Governo dos Açores é por “uma orientação estratégica definida e configurada de forma a integrar vários usos e vários produtos”, definindo o seu “planeamento, gestão, preposição, execução, manutenção, financiamento e monitorização”, que considerou serem elementos necessários “em termos de tratamento conjunto dos nossos recursos, dos nossos produtos, de forma a valorizar todos eles, porque todos têm bastante potencial”.

“Devemos definir um caminho que seja seguro, que seja firme, que seja virado para estes novos desafios”, afirmou a Secretária Regional, que falava no âmbito da discussão de um projeto de decreto legislativo regional apresentado pelo PSD, relativo ao Regime Jurídico de Proteção e Classificação dos Percursos Pedestres da Região.

Em concreto sobre os trilhos, a titular da pasta do Turismo referiu que existe uma Comissão de Acompanhamento dos Percursos Pedestres, que reúne duas vezes por ano, tendo, na última reunião, aprovado “13 novos trilhos”, com origem “em sete entidades diferentes”.

Relativamente à segurança e à manutenção deste produto turístico, a Secretária Regional garantiu que se constituem como os “principais” elementos na atuação do Executivo.

Marta Guerreiro realçou ainda que “todos os trilhos estão inventariados e classificados”, uma classificação com base “nas caraterísticas que consideramos importantes para ajudar os utilizadores a escolher determinado tipo de trilho, ou seja, a sua extensão, o seu grau de dificuldade, a sua duração ou a respetiva inclinação”.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário