Mostra de cinema sueco regressa ao Teatro Micaelense

© CM PONTA DELGADA

A mostra de cinema sueco, uma iniciativa do consulado honorário da Suécia em São Miguel, em parceria com o Teatro Micaelense, que vai já na sua quarta edição, regressa aos palcos daquela sala de espetáculos nos dias 17 e 18 do corrente.

A mostra arranca no dia 17, às 21h00, com a exibição de “Corre Uje Corre” (Spring Uje Spring), uma comédia dramática autobiográfica, escrita e protagonizada pela estrela pop sueca Uje Brandelius. O filme é sobre os caminhos inimagináveis que a vida pode tomar quando nos é diagnosticada uma doença. É sobre tudo o que temos de fazer antes de morrer. É também sobre o que não temos de fazer. É sobre o quotidiano, que pode ser comum, aborrecido e cinzento, mas, também, encantador.

No dia 18, às 17h00, é apresentado “O Rapaz Mais Belo do Mundo” (The Most Beautiful Boy in the World), um documentário de Kristina Lindström e Kristian Petri sobre Björn Andrésen. Em 1970, o cineasta Luchino Visconti viajou pela Europa em busca do rapaz perfeito para personificar a beleza absoluta na sua adaptação de “Morte em Veneza”, de Thomas Mann.

Em Estocolmo, descobriu Björn Andrésen, um adolescente tímido de 15 anos, tornando-o internacionalmente famoso do dia para a noite e levando-o a passar um período curto, mas intenso, da sua juventude turbulenta entre o Lido de Veneza, Londres, o festival de cinema de Cannes e o Japão.

Em “O Rapaz Mais Belo do Mundo”, cinquenta anos depois da estreia de “Morte em Veneza”, Björn leva-nos numa viagem extraordinária feita de memórias pessoais, história cinematográfica, poeira estelar e tragédia. Nesta sessão, o filme será apresentado pela realizadora, Kristina Lindström.

Ainda no dia 18, mas às 21h00, é exibido “Tigres” (Tigrar). Com uma perspetiva única sobre o mundo do futebol profissional, o realizador Ronnie Sandahl conta a história verdadeira de Martin Bengtsson, um dos mais promissores talentos futebolísticos que a Suécia alguma vez viu.

Com 16 anos, o seu maior sonho concretiza-se ao ser contratado por um prestigiado clube italiano. No entanto, a realização desse sonho implica um preço elevado em termos de sacrifício, dedicação, pressão e, sobretudo, solidão. Martin começa a questionar-se sobre se essa é realmente a vida que sempre almejou…

Os bilhetes para cada sessão têm um preço de cinco euros, havendo um preço especial de oito euros, apenas disponível na bilheteira do Teatro Micaelense, para a totalidade da mostra.

DL

Categorias: Cultura

Deixe o seu comentário