“Nunca a cultura será uma nulidade no quadro Orçamental da Autarquia” – afirma José Manuel Bolieiro

Jose manuek Bolieiro protocolos

O Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada assinou, no salão nobre, os protocolos entre a Autarquia e 60 agentes culturais ligados ao teatro, música popular, música coral, filarmónicas, orquestras, grupos folclóricos, cultura académica e outras associações de todo o concelho, no âmbito do Plano Municipal de Apoio à Cultura.

José Manuel Bolieiro aproveitou a oportunidade para demonstrar o valor estratégico da política relacionada com a cultura, afirmando que “nunca a cultura será uma nulidade no quadro orçamental da Autarquia”.

O Presidente de Ponta Delgada ainda acrescentou que “a Câmara tem procurado assegurar um bom relacionamento com os agentes culturais locais apostando, na agenda cultural e recreativa do Município, na prata da Casa”.

Este Plano Municipal prevê a atribuição de um apoio, este ano, no valor total de cerca de 120 mil euros, aos vários agentes culturais e associações do Concelho.

Neste sentido, a Câmara Municipal, com vista à realização das atividades, participação na agenda cultural de Ponta Delgada e à melhoria das instalações e/ou aquisição de equipamentos, apoia os seguintes grupos de teatro: Viagem no Tempo – Associação Cultural e Recreativa, Pedra Ara – Associação Cultural e Recreativa, Solidaried’Arte – Associação para a Integração pela Arte e Cultura (Grupo de Teatro “Etcena”), Grupo de Teatro “Brincando e Rindo” da Associação de Juventude da Candelária, Associação de Juventude “Gente Sem Tabaco” (Grupo de Teatro) e Associação Despe-que-te-Suas.
Quanto ao grupos de música Coral, foram assinados protocolos de apoio com o Grupo Johan Sebastian Bach, Coral de S. José Associação Musical, Associação Musical Edmundo Machado de Oliveira, Grupo Coral Infantil de São José, Orfeão Infantil Edmundo Machado de Oliveira, Vox Cordis – Associação Musical e Associação Quadrivium para a aquisição de equipamentos ou melhoria das instalações sociais das respetivas associações, e a participação no programa municipal de animação cultural.

Ainda para a melhoria das suas condições de trabalho e para a colaboração no plano de atividades da agenda cultural anual do município foram também apoiadas as seguintes Associações Culturais: Associação Cultural Jazzores, Associação de Imigrantes dos PALOP nos Açores (AIPA), Associação para a Defesa e Investigação do Património Cultural e Natural da ilha de São Miguel, Casa do Triângulo – Associação Cívica, Corredor – Associação Cultural, MNESIS 9 – Associação de Investigação Histórica e de Desenvolvimento Cultural, Norte Crescente – Associação de Desenvolvimento Local de Santo António, Confraria dos Gastrónomos dos Açores e AFAA – Associação de Fotógrafos Amadores dos Açores.

No que diz respeito às Associações Estudantes dos estabelecimentos de ensino sediados no concelho de Ponta Delgada, foram contempladas com esse apoio a Associação de Estudantes da Escola de Enfermagem de Ponta Delgada, a da Escola Secundária Antero de Quental, a da Escola Secundária das Laranjeiras, Escola Secundária Domingos Rebelo e a Associação Académica da Universidade dos Açores.

Ainda na área estudantil foram apoiadas as seguintes tunas da Universidade dos Açores: a TAUA – Tuna Académica da Universidade dos Açores, a Tuna Com Elas- Tuna Feminina da Associação Académica da Universidade dos Açores e os Tunídeos – Tuna Masculina da Universidade dos Açores.

Quanto ao plano de apoio às Filarmónicas do Concelho para a aquisição de material e melhoria/reparação de instalações, e também para a sua participação nas festividades das freguesias e na dinamização de projeção da sua filarmónica nas Noites de Verão e/ou Grandes Festas do Divino Espírito Santo foram englobadas a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Ponta Delgada/Charanga dos Bombeiros, Associação Recreativa Filarmónica Nossa Senhora dos Remédios, Banda Lira das Sete Cidades (Sete Cidades), Banda Lira Nossa Senhora da Luz (Fenais da Luz), Banda União dos Amigos (Capelas), Filarmónica Lira de S. Roque (S. Roque), Filarmónica Lira Nossa Senhora da Estrela (Candelária), Filarmónica Lira Nossa Senhora da Oliveira (Fajã de Cima), Filarmónica Minerva (Ginetes), Filarmónica Nossa Senhora da Saúde (Arrifes), Filarmónica Nossa Senhora das Neves (Relva), Sociedade Recreativa Filarmónica Fundação Brasileira (Mosteiros), Sociedade Recreativa Filarmónica Harmonia Mosteirense (Mosteiros) e Filarmónica Nossa Senhora dos Anjos (Fajã de Baixo).

Já para apoiar os grupos folclóricos em atividade no Concelho, na aquisição e/ou reparação de instalações e equipamentos assinaram, hoje, protocolos com a Autarquia o Grupo Folclórico da Casa do Povo do Livramento, Grupo Folclórico da Escola Preparatória de Capelas, Grupo Folclórico da Fajã de Baixo, Grupo Folclórico de Arrifes, Grupo Folclórico de Cantares e Balhados da Relva, Grupo Folclórico de S. Miguel (Ponta Delgada), Grupo Folclórico Ilha Verde da Escola Secundária Domingos Rebelo, Grupo Folclórico Infantil do Livramento e Rancho Folclórico de Santa Cecília (Fajã de Cima).

Como contrapartida deste apoio, os grupos folclóricos assumem o compromisso de realizar duas atuações no âmbito do programa camarário de animação cultural bem como a promover o festival respetivo que vêm realizando anualmente.

DL/CMPD

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário