O regresso aos piqueniques

Catarina Rola
Nutricionista
A Sua Saúde Sempre

Com a chegada do bom tempo, aumenta o interesse em desfrutar da nossa natureza na companhia de familiares e amigos, enquanto se faz uma refeição. Um piquenique é uma excelente oportunidade de comer saudável, em grupo, sem a distração dos écrans. É também uma oportunidade pedagógica de nos recentrarmos nos alimentos, na gastronomia e nas receitas de família, na partilha dos sabores e na convivência entre gerações, ou seja, nas práticas sugeridas pela alimentação mediterrânica, património da Humanidade.

Importa assim seguir algumas recomendações amigas da saúde e do ambiente. Espetadas de vegetais frescos, fruta, zoodles (noodles de curgete), leguminosas e frutos secos são as opções mais certeiras para um piquenique fresco e saudável. Mas ainda há mais, as saladas coloridas, o húmus de leguminosas e a fruta desidratada são também opções bastante atrativas. As panquecas e os bolos caseiros podem ainda fazer as delícias dos mais novos, e dos mais gulosos. Igualmente importante, é saber resistir ao uso excessivo de plástico, uma vez que os piqueniques requerem um vasto leque de recipientes. Levar petiscos que se comam à mão e levar os seus talheres e pratos de casa.

Aposte também nos frascos de vidro para armazenar as saladas e as frutas e sacos de pano em detrimento dos plásticos. Se os guardanapos forem de tecido, melhor.

Quanto às bebidas, a hidratação é fundamental. Aromatize a água de forma natural, adicionando pedaços de fruta, especiarias ou ervas aromáticas. As águas aromatizadas são a opção mais saudável e saciante. Prefira sempre que possível as garrafas de vidro e em relação aos copos, também, caso não seja possível, opte por material reutilizável.

Aproveite ainda este momento ao ar livre para praticar exercício físico em família como caminhadas e jogos.

Artigo publicado na edição impressa de junho de 2021

Categorias: Opinião

Deixe o seu comentário