Obras na Praça do Rosário arrancam na próxima semana

FOTO CML

As obras de recuperação e de requalificação da Praça de Nossa Senhora do Rosário, na cidade de Lagoa, irão arrancar na próxima semana, a 16 de novembro. Um investimento autárquico num valor orçado em mais de 300 mil euros, que Cristina Calisto, Presidente da Câmara Municipal de Lagoa, considera fundamental para a revitalização do centro urbano e para a mobilidade da cidade de Lagoa. 

As últimas intervenções feitas nesta praça datam da década de 90. As obras na Praça de Nossa Senhora do Rosário visam, essencialmente, a conservação e manutenção.

Devendo ter um prazo de execução de seis meses, as intervenções que serão efetuadas consistem no reforço da marcação dos limites do espaço de permanência das pessoas em relação à circulação automóvel, a nascente e sul, com o prolongamento dos passeios das Ruas João Mota Amaral e 25 de Abril, respetivamente, dotados de “balizadores” em basalto existentes a reposicionar.

Por outro lado, o estacionamento de apoio à igreja de N. Sra. do Rosário, incluindo o de pessoas com mobilidade condicionada será promovido e disciplinado, e os espaços de permanência dos pisos que se verificaram ser inadequados ao uso pedonal e os pisos históricos de permanência serão substituídos por uns mais adequados em termos de conforto e durabilidade, nomeadamente os paralelepípedos em basalto e o “tapete central”, mostruário de pavimentos tradicionais, que pelas suas características geométricas ou pela sua constante e evolutiva degradação tornaram-se inadequados.

Estes materiais serão substituídos por calçada ao cubo, iguais aos da calçada portuguesa dos passeios existentes e lajedo de basalto, similares ao piso do adro da igreja do Rosário, respetivamente.

O quiosque que servia para o Gabinete de Apoio ao Munícipe será removido, por forma a ser criada uma área de esplanada para os estabelecimentos comerciais vizinhos e será colocada uma estrutura de ensombramento, pérgola, sobre a área de lazer existente, onde o respetivo mobiliário, desde logo, mesas e cadeiras serão renovadas e colocadas de modo mais regrado. 

Já o mobiliário urbano, bancos e postos de iluminação, serão substituídos por outros, de estilo tradicional, mais adequados à área histórica, sendo que, a zona do palco já existente, será, igualmente, melhorada.

DL



Categorias: Local

Deixe o seu comentário