Operação de vacinação em massa prevê abranger 1.200 pessoas na Graciosa

 © D.R.

A operação de vacinação em massa das ilhas dos Açores sem hospital, denominado de “Periferia”, prevê vacinar na ilha Graciosa 1.200 pessoas, sendo esta a terceira parcela abrangida após Santa Maria e Flores.

O diretor regional da Saúde, Berto Cabral, este sábado, 12 de junho, na abertura do centro de vacinação, manifestou “satisfação pela forma como o processo se está a desenvolver nas Graciosa, e pela adesão em massa dos graciosenses, logo no início da operação”.

Segundo uma nota de imprensa da Secretaria Regional da Saúde e Desporto, estão no terreno profissionais de saúde da Unidade de Ilha da Graciosa, a equipa militar que se encontra nos Açores e três enfermeiros do Serviço Regional de Saúde.

“No fundo, replicamos na Graciosa o modelo que temos seguido nas ilhas por onde já passamos. Este modelo revela-se eficaz, quer pela competência dos profissionais de saúde envolvidos, quer pela agilização do processo”, referiu Berto Cabral.

O diretor regional da Saúde espera que a adesão mantenha os níveis esperados, “até porque a consciencialização das pessoas para a vacinação é evidente quer aqui na Graciosa, quer nas ilhas onde a vacinação ocorreu nestes moldes”.

O responsável está “muito satisfeito” e “otimista para atingir o objetivo, que é imunizar rapidamente as ilhas sem hospital, conforme anunciado”.

Lusa/ DL

Categorias: Saúde

Deixe o seu comentário