Operário falha subida à II Liga de Futebol mas vai continuar a lutar pelos lugares cimeiros da tabela

Gilberto-BRanquinho-Operario

A equipa principal do Clube Operário Desportivo (COD) fez, esta época, uma das suas melhores épocas nos campeonatos nacionais.

Os fabris estiveram na frente do campeonato a maioria da época, mas nos últimos três jogos acabou por não conseguir aquele que começou a ser o sonho da equipa e dos seus adeptos.

O Operário terminou a época 2014/15 em terceiro a apenas uma vitória de conseguir a subida de divisão.

O Presidente do COD considerou ter sido uma época fantástica que motivou muita gente. “A equipa premiou o público com jogos muito interessantes e muito bem conseguidos”, considerou Gilberto Branquinho.

Em entrevista ao jornal Diário da Lagoa recordou que a equipa esteve na luta até à última jornada, numa época muito competitiva. “Foi realmente uma pena que, nos últimos três jogos, era necessário ganhar, infelizmente não se tenha chegado à pretensão de subir. Todos mereciam, os jogadores, a equipa técnica, os sócios”.

Gilberto Branquinho considerou que tudo o que aconteceu ao longo da época, a subida era o prémio merecido.

O Operário apresentou uma equipa jovem, com novos jogadores que chegaram à Lagoa e venceram e convenceram, sendo já referenciados, alguns para continuar, outros para outras equipas, algumas de outros campeonatos, referiu Gilberto Branquinho.

O presidente da equipa da Lagoa admite a continuidade de alguns jogadores, e adianta que deverão igualmente surgir algumas novas aquisições.

Quanto à equipa técnica, o presidente do Operário refere que para já, será quem irá dar continuidade ao projeto. “A equipa técnica fez um excelente trabalho, um trabalho meritório e o desejo é para que continuem”.

Lutar pelos lugares cimeiros

Gilberto Branquinho admite que os poderes, principalmente financeiros, não permitem dizer que se irá ombrear pela subida, será sim mais correto falar em lugares cimeiros e caso se proporcione as condições deste ano, logo se verá. Contudo o presidente do COD recorda um provérbio antigo, “a água de um rio nunca passa pelo mesmo sitio duas vezes”. Um provérbio que Gilberto Branquinho alude aos jogadores para que possam agarrar as oportunidades, essencialmente os que se irão manter na equipa, usando a sua experiência para a próxima época.

“Da parte da direção, iremos dar as mesmas capacidades, a mesma oportunidade para que os jogadores possam fazer o mesmo trabalho, a mesma ideologia desportiva e estará nos pés de cada um chegar ao topo e discutir e esperando-se a finalização”, referiu.

Gilberto Branquinho mostrou-se igualmente agradado pelo sentimento humano e clubista que a época proporcionou, recordando as excelentes molduras humanas que se fizeram registar no Campo João Gualberto Borges Arruda que, segundo disse, fruto do trabalho que a equipa foi fazendo, levando a que a chama clubista tivesse vindo ao de cima.

DL

Categorias: Desporto

Deixe o seu comentário