Presépio Tradicional dos Açores em exposição no Algarve

No âmbito da geminação existente entre Lagoa do Algarve e Lagoa dos Açores estará patente, de 30 de novembro de 2019 a 6 de janeiro de 2020, na Sala da Roda dos Expostos, no Convento de S. José, em Lagoa do Algarve, uma exposição de presépios tradicionais deste concelho açoriano.

No século XVII aparecem em São Miguel (em conventos e casas particulares) os primeiros presépios “lapinhas” construídos no interior de caixas envidraçadas (maquinetas) e no século seguinte em redomas. Nestas representações a Natividade, que constitui o tema central, pode coexistir com outras cenas bíblicas. Na decoração destas estruturas as figuras de barro emergem de ambientes decorados com conchas e flores confecionadas pelas religiosas.

Com a extinção dos conventos em 1832 (1834 no continente) as “lapinhas” passaram a produzir-se no espaço doméstico, configurando uma forma de arte popular.

Com a abertura das primeiras fábricas de cerâmica no concelho, em 1862, alguns dos seus funcionários iniciam a produção de bonecos de presépio em oficinas domésticas tornando-se os primeiros bonecreiros do concelho.

Recorda uma nota da autarquia algarvia que a arte bonecreira é hoje um dos ex-libris da Lagoa, levando longe o nome do concelho e dos seus artistas.

DL/CMLA

Categorias: Cultura

Deixe o seu comentário