Proprietários de cafés na Lagoa recebem apoio por estarem fechados

© NELAG

Os proprietários dos cafés do concelho da Lagoa, na ilha de São Miguel, vão receber um apoio monetário para fazer face aos prejuízos de estarem encerrados devido à declaração de calamidade pública em que se encontra a Lagoa há várias semanas.

De acordo com o Núcleo de Empresários de Lagoa – NELAG em articulação com a Câmara Municipal da Lagoa (CML), “ficou acordado um apoio financeiro suplementar ao NELAG de 12.500€”. Segundo a nota de imprensa do organismo que representa os empresários lagoenses, o valor é “referente ao mês de julho, sendo possível estender este apoio para o mês de agosto, caso a situação perdure. Na prática, cada estabelecimento receberá 500 euros de apoio referentes ao mês de julho”, esclarece a nota.

O NELAG explica que a CML “tem apelado ao Secretário Regional da Saúde, para a revogação desta medida, atendendo que o número de casos positivos por covid-19 tem crescido mesmo com os cafés encerrados, pelo que se depreende que estes espaços não são os principais responsáveis pelos contágios”.

A autarquia bem como o NELAG esperam que o Governo regional “repense a medida e que a próxima resolução do Conselho do Governo tenha esta questão em atenção”.

A Lagoa tem atualmente 87 casos ativos de covid-19 sendo 29 em Santa Cruz, 28 no Cabouco, 17 no Rosário, nove em Água de Pau e quatro na Ribeira Chã.

DL

Categorias: Local

Deixe o seu comentário