PS Lagoa nega aumento de 50 mil euros nos custos da vereação da Câmara Municipal

© D.R.

Em comunicado enviado esta tarde às redações, o PS Lagoa garante que “face a igual período do anterior mandato, a Câmara Municipal de Lagoa tem agora o equivalente a mais meio vereador a tempo inteiro, o que não representa os custos mencionados pela nota do PSD Lagoa”.

Os social-democratas dizem que neste novo mandato regista-se um “acréscimo de custos de 50 mil euros, relativamente ao mandato anterior, passando para 275 mil euros o encargo anual da vereação socialista”.

O PS escreve que “a equipa de Cristina Calisto foi escolhida, também atendendo ao perfil técnico de cada um dos vereadores, que são pessoas necessárias e de extrema importância para a concretização das propostas deste executivo”, sem especificar quanto será o acréscimo orçamental com a nova vereação.

Sobre o novo arruamento previsto para Santa Cruz, “suspender imediatamente as obras em curso, tal como proposto pela atual oposição, sem uma clara justificação e sem enquadramento financeiro e legal das suas consequências, torna-se irresponsável”. Os socialistas dizem que a obra já esta em “execução” e que “o superior interesse dos lagoenses deverá estar acima de qualquer interesse partidário”, refere a nota.

DL

Categorias: Local

Deixe o seu comentário