PSD/Açores: Compromisso com os Lagoenses

António Vasco Viveiros
Candidato a deputado pelo PSD/Açores

O PSD/Açores apresenta-se aos eleitores açorianos com um projeto de governação e de políticas públicas para uma década. Trata-se de um projeto que constitui uma verdadeira alternativa de poder, uma alternativa de confiança.

O Partido Socialista governa os Açores há 24 anos. É muito tempo!

Quem tantos erros cometeu e tão maus resultados obteve, não merece mais uma oportunidade. Quem não fez em 24 anos não fará em mais 4 anos.

Apesar da propaganda do partido socialista, sobretudo em campanha eleitoral, os resultados desta governação são, infelizmente, objetivamente maus.

Os Açorianos sentem as consequências desta governação no seu dia a dia e as estatísticas independentes comprovam os seus maus resultados: seja na saúde, na educação, na pobreza, ou na ausência de convergência com o país e com a União Europeia.

Atualmente o nosso rendimento por habitante relativamente à média europeia mantem-se em 68%, isto apesar dos Açores serem a Região que mais apoios europeus recebeu, com um valor acumulado, desde 1999, de cerca de 4.000 milhões de euros. Com 24 anos de governação, o partido socialista não foi capaz de nos fazer aproximar dos níveis de vida dos europeus.

A Sata é um dos exemplos mais gritantes da má gestão do dinheiro que é de todos nós.

O PSD/Açores apresenta um programa eleitoral cuja marca é a confiança.

Temos de ser e poderemos ser uma Região baseada no desenvolvimento sustentável. O novo paradigma de desenvolvimento tem de ser baseado na tecnologia, no conhecimento, na formação e na educação.

Mas é fundamental reforçar os sectores tradicionais como a agricultura, as pescas e o turismo.

A aposta do PSD/Açores relativamente à Lagoa afirma-se quer pela inclusão de dois candidatos lagoenses na lista de candidatos a deputados pela Ilha de São Miguel, quer por um conjunto de compromissos de um futuro governo PSD/Açores com os habitantes deste concelho.

De entre os vários compromissos que assumimos com os lagoenses mencionamos os seguintes:

– Suspender o processo de venda da Fábrica do Álcool, para que a Câmara Municipal de Lagoa possa adquirir o imóvel, num acordo compatível com a sua capacidade financeira;
– Alargar a via rápida Lagoa-Água de Pau para duas faixas em cada sentido, no troço entre o Rosário e Santa Cruz, permitindo a construção de mais um acesso em Santa Cruz;
– Reabilitar a Escola Básica Integrada da Lagoa;
– Construir um pavilhão multiusos em Santa Cruz;
– Reabilitar o Porto da Caloura, com a construção de um “centro interpretativo”;
– Criar um programa para a cedência de lotes infraestruturados a famílias carenciadas em cada freguesia do concelho;
– Construir mais zonas balneares na orla costeira do concelho de Lagoa, em articulação com a Autarquia;
– Requalificar a Baía de Santa Cruz para zona balnear, com a construção de um pontão de acesso ao mar;
– Construir uma ciclovia e um passeio pedonal na antiga estrada regional entre o termo e o início de Água de Pau;
– Construir um lar para idosos em Água de Pau.

Esperamos ter a confiança dos lagoenses nas próximas eleições para mudar os Açores e, sendo eleitos, estaremos ao seu serviço.


O Diário da Lagoa convidou os 13 partidos candidatos às eleições legislativas dos Açores a expressarem as suas ideias aos leitores.

Categorias: Opinião

Deixe o seu comentário