Recolhidas duas toneladas de têxteis desde agosto

Foram recolhidas duas toneladas de resíduos têxteis dos contentores distribuídos na Ribeira Grande e Povoação, entre agosto e novembro de 2019.

A medida surge no seguimento da hierarquia da gestão de resíduos que norteia a missão da MUSAMI que disponibilizou contentores próprios para o depósito de vestuário e calçado, garantindo a redução da quantidade de resíduos em aterro sanitário.

Para tal, a MUSAMI tem uma parceria com a Solidarid’arte—Associação de Integração pela Arte e Cultura desde março para recolha dos têxteis e calçado precisamente para garantir que haja a respetiva distribuição das peças pelas populações mais carenciadas.

Desta forma, não só a MUSAMI está a contribuir para a redução da produção de resíduos, como a estender a mão àqueles que mais precisam, chamando a si a responsabilidade social entre a comunidade em que se encontra inserida.

Os têxteis constituem um problema ambiental, uma vez descarregado em aterro sanitário, dado ocupar um grande volume de espaço.

É igualmente no encalço da política de redução de resíduos que a MUSAMI tem vindo a adotar outras medidas na sua operação, tais como a produção de composto a partir de resíduos verdes, encaminhamento de paletes para produtores de mobiliários e a recuperação de móveis para famílias carenciadas.

DL/Musami

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário