Santa Casa da Misericórdia da Lagoa promove festa tradicional na Aldeia Social

Aldeia-Social-Santa-Casa-Misericordia-Lagoa- (1)

A Santa Casa da Misericórdia de Santo António da Lagoa, irá promover uma festa tradicional intergeracional na sua Quinta implantada nos terrenos da Aldeia Social da Santa Casa, no próximo sábado dia 11 de julho, a partir das 11h30.

Trata-se de uma iniciativa que pretende dar a conhecer este espaço, no que de melhor ele oferece do ponto de vista rural, não só de um trabalho produtivo, mas de valorização e preservação de um espaço de grande valor histórico e patrimonial para a freguesia de Santa Cruz. Neste sentido, a festa envolverá todos os utentes, funcionários e familiares de todas as valências da Santa Casa da Misericórdia de Lagoa.

Este será um dia para reviver os antepassados, no sentido de ir ao encontro das vivências dos idosos, sendo que este evento irá contar com a tradicional matança do porco, bem como as tradicionais iguarias, como o torresmo, a fava rica, o debulho, as febras, o típico carrilho e milho doce, as malassadas, os tradicionais licores, entre outros produtos cultivados na Quinta Social, acompanhados de animação musical com a presença de grupos tradicionais.

Sendo esta uma Quinta, implantada nos terrenos da Aldeia Social da Santa Casa, situada na freguesia de Santa Cruz, que em tempos foi pertença da Diocese e que é conhecida popularmente como a Quinta do Seminário, e dada a dimensão do terreno em causa, a Santa Casa recorre à hortofloricultura, como forma de rentabilizar o espaço, uma medida que tem sido bastante produtiva, na medida em que abastece, simultaneamente, as valências da Santa Casa com produtos frescos e de qualidade. Recentemente a Quinta tem acolhido alguns animais, exemplo disso é a criação de três burros, um animal já em vias de extinção, que neste dia servirá para passeios com crianças, de modo a recriar a vida do campo.

A Santa Casa da Misericórdia de Santo António, nos seus 14 anos de existência, onde já emprega mais de 70 pessoas, sendo já uma das maiores entidades empregadoras do Concelho de Lagoa, afirmou-se como uma presença inequívoca no acompanhamento e na assistência a muitas destas situações, alargando o seu âmbito de atuação a várias faixas etárias, dos mais jovens aos mais idosos. Observando o agravamento da situação económica e social, a Santa Casa tenta e, a bem da verdade, tem conseguido dar um contributo indelével na erradicação de problemas sociais que vão surgindo. São valências da Santa Casa de Misericórdia de Lagoa o CATL, com cerca de 20 crianças, o Banco Alimentar Contra a Fome, que já abrange mais de 300 famílias, o Centro de Convívio de Água de Pau, Centro de Convívio de Santa Cruz, Lar de Santo António, Lar de Jovens em Risco, a Loja Solidária “Âncora”, a Unidade de Cuidados Continuados e num futuro muito próximo o Centro de Dia “Ancora”.

DL/CML

Categorias: Local

Deixe o seu comentário