Santa Clara avança na Taça de Portugal depois de ter estado a perder em Aveiro

FOTO CDSC

O Santa Clara qualificou-se este domingo, 22 de novembro, para a quarta eliminatória da Taça de Portugal de futebol ao vencer por 3-1 em casa do Beira-Mar, do Campeonato de Portugal, depois de ter estado a perder por 1-0.

O segundo classificado da Série D do Campeonato de Portugal chegou a sonhar que podia ser um ‘tomba-gigantes’, quando Pedro Aparício inaugurou o marcador aos 59 minutos, mas o Santa Clara deu a volta ao resultado com golos de Thiago Santana (74) e Carlos Júnior (82) e, em cima do apito final, Ukra fechou a contagem.

O jogo começou com maior iniciativa por parte da formação orientada por Ricardo Sousa, sobretudo pela ala direita, aproveitando as incursões do lateral João Nogueira, que teve nos pés o primeiro lance de perigo aos 18 minutos, quando apareceu isolado na área e rematou para uma defesa difícil de André Ferreira.

Com o passar do tempo, o Santa Clara conseguiu equilibrar a partida e, aos 30 minutos, Diogo Salomão encontrou Osama Rashid no coração da grande área, mas o médio iraquiano, em boa posição, atirou ao lado da baliza de Gabriel Souza.

A fechar a primeira parte, o guardião aveirense negou o golo a Thiago Santana, que rematou de ângulo difícil ao canto superior direito da baliza adversária.

A segunda parte trouxe os golos que não apareceram no primeiro tempo. Aos 59 minutos, os aveirenses inauguraram o marcador por Pedro Aparício, que surgiu isolado ao segundo poste e rematou para o fundo da baliza.

A perder, o treinador da equipa açoriana fez uma dupla substituição e os visitantes foram ganhando cada vez mais ascendente, chegando ao empate com um golo do brasileiro Thiago Santana, quando, aos 74 minutos, na marcação de um canto no lado esquerdo, a bola sofreu um desvio ao primeiro poste e sobrou para o segundo melhor marcador da I Liga, que surgiu sozinho na pequena área a finalizar de cabeça.

O empate durou apenas alguns minutos, pois Carlos Júnior, aos 82 minutos, conseguiu o golo da reviravolta, finalizando da melhor maneira um cruzamento de Ukra.

Apenas seis minutos depois, Jean Reis, acabado de entrar na partida, cruzou na esquerda e Ukra, de primeira, rematou para o fundo da baliza, fixando o resultado final em 1-3.

Lusa/DL

Categorias: Desporto

Deixe o seu comentário