São Silvestre da Lagoa com atletas de mais de 50 municípios portugueses

CML

A 4ª edição da São Silvestre do Concelho de Lagoa, foi este ano ajustada à conjuntura pandémica, decorrendo num formato recreativo, livre e autónomo, e que resultou de uma organização conjunta do CDOL – Clube Desportivo Operário de Lagoa e da Câmara Municipal de Lagoa.

A intenção de promover a prática de exercício físico, seja caminhada ou corrida, em qualquer lugar e a qualquer hora, revelou-se uma aposta ganha e do agrado dos participantes. Dos 293 participantes, muitos eram de fora da ilha de São Miguel, tendo-se registado participações de mais de 50 municípios, desde Viana do Castelo a Loulé, passando por Porto e Lisboa. A Região Autónoma da Madeira, a cidade de Paris e as ilhas Terceira, Faial, Corvo e Flores registaram, também, participações que deram a este evento uma abrangência nacional.

Para todos eles o objetivo era simples, o de percorrer uma distância mínima de 10.947 metros de distância, podendo acumular os parciais das sessões de treino desde dia 5 a dia 31 de dezembro. Registaram-se, assim, 4 mil quilómetros e 921 metros percorridos, na sua maioria na ilha de São Miguel. A cada participante foi dado acesso a uma plataforma de registo online que deverá ser utilizada a cada sessão.

Na opinião do vereador da área do desporto da Câmara de Lagoa, Nelson Santos, “esta é uma demonstração da capacidade que cada um tem para, cumprindo com as normas em vigor, realizar exercício físico na comunidade. Seja num trilho, à beira mar ou em torno das áreas habitacionais, importa que as famílias realizem e promovam atividade física regular”.

A autarquia tem como responsabilidade incentivar, diretamente ou por intermédio de apoio a clubes, a promoção de hábitos de exercício físico. Neste particular, o ano de 2021 representará um ano de investimentos em equipamentos e infraestruturas que permitirão a qualquer pessoa a prática desportiva em segurança, «desde o mar à montanha».

Considerando tratar-se de um evento recreativo e não havendo tabela classificativa, foram realizados quatro sorteios de vales para utilização no comércio local.

Esta iniciativa atribuiu, no total, 400 euros em compras tendo, uma parte, revertido para a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens do Município de Lagoa (prémios não reclamados ou atribuídos a participantes com residência fora da ilha de São Miguel), apoiando, de forma solidária, esta instituição do concelho.

DL

Categorias: Desporto

Deixe o seu comentário