Secretária da Saúde incentiva os jovens açorianos a dar sangue

A Secretária Regional da Saúde afirmou que é necessário “aumentar o número de dadores de sangue”, fazendo um apelo nesse sentido, sobretudo aos jovens Açorianos.

Teresa Machado Luciano, que falava no final de uma reunião com a Associação de Dadores de Sangue de São Miguel, salientou que as necessidades de sangue “são menores hoje, graças à diferenciação na utilização do sangue”, mas frisou que “é necessário ir renovando as gerações de dadores para manter reservas adequadas”.

Nesta primeira reunião com os responsáveis da associação, a titular da pasta da Saúde enalteceu o trabalho desenvolvido no âmbito da promoção da dádiva, que permite que as reservas de sangue dos hospitais da Região se mantenham em níveis adequados à atividade.

Teresa Machado Luciano lembrou que o regime jurídico do dador de sangue nos Açores estipula alguns benefícios, como a isenção do pagamento de taxas moderadoras e a dispensa de medicamentos gratuita, em ambulatório, pelos hospitais do Serviço Regional de Saúde, a partir da décima doação de sangue.

Para ser dador de sangue é necessário ter idade superior a 18 anos (até aos 60 anos, se for a primeira dádiva), peso igual ou superior a 50 quilos e hábitos de vida saudáveis.

Em todas as dádivas realiza-se uma triagem clínica prévia, na qual os candidatos a dadores podem esclarecer todas as dúvidas.

DL/Gacs

Categorias: Saúde

Deixe o seu comentário