Suspensa atividade assistencial nos centros de saúde em São Miguel

FOTO DR

A Unidade de Saúde da Ilha de São Miguel (USISM) encerrou a atividade assistencial de todos os centros de saúde da ilha até segunda-feira, devido à evolução da pandemia de covid-19, informou a administração em comunicado.

“O conselho de administração da Unidade de Saúde da Ilha de São Miguel decidiu encerrar, até ao próximo dia 16 (próxima segunda-feira), a atividade assistencial das unidades de saúde, à exceção das salas de tratamento e injetáveis, do serviço de atendimento complementar (SAC) do Centro de Saúde de Ponta Delgada, cuidados domiciliários, cuidados paliativos, de reabilitação e unidades básicas de urgência”, revelou.

A Unidade de Saúde da Ilha de São Miguel, que gere os cinco centros de saúde da ilha, justificou a decisão com o facto de ter reforçado a capacidade de resposta da Linha de Vigilância Epidemiológica, da Linha de Vigilância Ativa e dos centros de colheitas, “por forma a evitar a propagação do vírus SARS-CoV-2 na ilha de São Miguel”, tendo em conta “o agravamento da situação de pandemia” nos últimos dias.

Segundo a USISM, foram criados centros de colheitas “drive thru” nos concelhos da Ribeira Grande (no recinto desportivo, antiga feira do gado, e na Unidade de Saúde de Rabo de Peixe), de Vila Franca do Campo (no Salão Paroquial de São Miguel Arcanjo) e da Lagoa (na zona do Tecnoparque, na freguesia de Nossa Senhora do Rosário).

Por outro lado, o Centro de Saúde de Ponta Delgada “foi reforçado com mais um centro de colheitas”, estando agora um localizado no parque de estacionamento da USISM e do Hospital do Divino Espírito Santo (HDES) e o outro no parque de estacionamento dos utentes (na parte da frente do edifício).

Na terça-feira, a USISM já tinha anunciado que a Unidade de Saúde da Lagoa estaria encerrada até 20 de novembro, “no seguimento da confirmação de um caso positivo, de um profissional de saúde”, para “segurança e salvaguarda de todos os utentes e funcionários”.

Os Açores têm, segundo os dados mais recentes, 201 casos positivos ativos de infeção pelo novo coronavírus, dos quais 160 em São Miguel, 22 na Terceira, um na Graciosa, seis em São Jorge, seis no Pico, três no Faial, dois em Santa Maria e um na ilha das Flores.

Desde o início do surto, foram detetados na região 533 casos de infeção pelo SARS-CoV-2, que causa a doença covid-19, tendo sido registados 16 óbitos (todos na ilha de São Miguel).

Lusa/DL

Categorias: Saúde

Deixe o seu comentário