Transporte marítimo deve ser enquadrado como um todo, evitando soluções avulsas

Comissão-transportes-deputados-Açores

Segundo o Secretário Regional do Turismo e Transportes a proposta do PCP para que o Governo dos Açores adquira um navio de transporte de passageiros e carga para operar durante todo o ano entre S. Miguel e Santa Maria, é uma proposta avulsa e desenquadrada da política global de transportes na Região, padecendo ainda de falta de informações sobre como funcionaria esta ligação.

Vítor Fraga, em declarações aos jornalistas após ter sido ouvido na Comissão de Economia da Assembleia Legislativa, reafirmou que a posição do Governo dos Açores é clara no que diz respeito ao transporte marítimo, frisando que este deve ser encarado como um todo e evitadas soluções avulsas. 

Vítor Fraga salientou que a proposta em análise não aponta “nem o tipo de navios, nem a capacidade, nem o número de ligações, nem quanto é que custa, que é uma obrigação que o próprio preponente tem de fazer, que é quantificar quanto é que as suas propostas valem”.

Nesse sentido, considerou que, com os dados disponíveis, não é possível discutir a proposta.

O Secretário Regional recordou ainda que “é a segunda vez, no decorrer da atual legislatura, que esta proposta é apresentada”.

Para Vítor Fraga, “não se percebe bem o que é que o PCP pretende”, adiantando que “aquilo que se depreende é que pretende ter um barco em exclusivo para fazer as ligações entre Ponta Delgada e Santa Maria, o que certamente em termos de racionalidade económica não faz qualquer tipo de sentido”.

Vítor Fraga salientou ainda que a posição do Governo dos Açores relativamente ao transporte marítimo será mantida.

DL/Gacs

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário