XII Grandes Festas do Divino Espírito Santo de Ponta Delgada decorrem entre 9 a 12 de julho

Açores-noticiasjornal-diario-Lagoa-Espirito-Santo-quartos-smg

As XII Grandes Festas do Divino Espírito Santo de Ponta Delgada vão realizar-se entre 9 e 12 de julho, como foi anunciado, em conferência de Imprensa, na Câmara Municipal pelo seu Presidente, José Manuel Bolieiro.

José Manuel Bolieiro, depois de enunciar o programa das festas, que há já muito se transformaram num dos principais cartazes turísticos de Ponta Delgada, fez questão de agradecer à colaboração de todos os funcionários da Autarquia que participam na preparação das festividades, assim como de todos os patrocinadores, sem os quais a realização destas festividades não seria possível.

Segundo adiantou, “não há um evento em especial que se possa destacar numa festa que é, sobretudo, de partilha, mas teremos todos a participar em igualdade de circunstância nesta festa. Portanto, destacaria não um evento mas o espírito do Espírito Santo”.

A dimensão que as festas têm vindo a atingir, nos últimos anos, e o facto de se terem transformado já num  cartaz turístico de Ponta Delgada em particular e da ilha de São Miguel em geral é, para José Manuel Bolieiro, um motivo de orgulho, porque a Câmara Municipal conseguiu contribuir para a preservação das tradições e da memória de um povo.

No seu entender, “temos que desenvolver uma diversidade de atividades que visem o incremento turístico e que possam cativar o turista para um regresso. É essa multiplicidade de atividades e de eventos âncora que importa à Região Autónoma dos Açores – em Ponta Delgada em particular, que é o domínio da minha responsabilidade -, fazer e alcançar com notoriedade e notabilidade suficientes para se distinguir da demais oferta em concorrência”.

Quanto ao programa, saliente-se na quinta-feira, 9 de julho, às 20h30, no Lado Norte da Matriz, terá lugar a abertura da Exposição Fotográfica de Rua “Divino em Objetiva”, promovida pela AFAA (Associação de Fotógrafos Amadores dos Açores). Segue-se, às 21h00, na Igreja Matriz de São Sebastião, uma Conferência Inaugural “Festas do Espírito Santo – uma abordagem Eclesial e Sócio-Cultural”, proferida pelo Doutor Cipriano Pacheco, Vigário Episcopal.

Às 22h00, também na Igreja Matriz de São Sebastião, será realizado o concerto Banda Militar dos Açores e Conservatório Regional de Ponta Delgada.

Na sexta-feira, 10 de julho, às 20h00, sairá do Centro Municipal de Cultura para os Paços do Concelho a Bandeira do Divino Espírito Santo, acompanhado pela Banda Minerva, dos Ginetes e a Banda Nossa Senhora da Saúde, dos Arrifes. Segue-se o desfile da Charanga dos Bombeiros, na Praça do Município, e a abertura do Quarto do Espírito Santo, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

Como habitualmente, haverá o já tradicional Concurso de Massa Sovada, com o júri convidado (Confraria dos Gastrónomos dos Açores), no edifício dos Paços do Concelho, ao que se segue a Bênção da Despensa do Espírito Santo, na tenda que será montada para o efeito na Praça Gonçalo Velho, local onde decorrerá a arrematação da massa e do pão. Depois, proceder-se-á à abertura das Tasquinhas de Solidariedade Social, no lado Sul da Igreja da Matriz, a abertura do Bazar de Artesanato dos Centros de Idosos do Concelho, na Praça do Município e o concerto Banda Nossa Senhora da Saúde (Arrifes), no Coreto das Portas da Cidade.

Passando ao sábado das festas, 11 de julho, às 09h00, tem início a distribuição das pensões a 37 Instituições Particulares de Solidariedade Social, em que participa também o Presidente da Autarquia. Às 12h00, no Campo de São Francisco, começam a ser servidas as sopas do Espírito Santo, símbolo da grande partilha destas festas populares.

Depois, e a partir das 14h30 , na Avenida Infante D. Henrique, haverá o desfile da escola de percussão “Bora Lá Tocar” e convidados, que abre o Cortejo Etnográfico, com a participação as 24 freguesias e que contará com 38 carros de bois, 54 carros alegóricos, 15 folias de todo o concelho, entre outros. O cortejo será transmitido online e pela RTP-Açores.

Pelas 19h30, no Quarto do Espírito Santo, haverá a Recitação do Terço Cantado. Já no Coreto das Portas da Cidade, pelas 21h00, atuará o Grupo de Folias do Espírito Santo, seguindo-se o Grupo de Cantares de Outrora.

No domingo, 12 de julho, pelas 10h30, no Largo da Matriz, realiza-se a Missa da Coroação, que será celebrada pelo Pároco da Igreja Matriz de São Sebastião, Monsenhor Nemésio Medeiros e animada pelo Coral de São José. Pelas 12h00, nas Portas da Cidade, o Bodo de Leite. Pelas 16h00, tem início a Grande Coroação dos Impérios do Concelho.

Às 19h30, no Centro Histórico, haverá animaçãoitinerante com os Bombomania, e a partir das 20h30, no Coreto das Portas da Cidade, Cantigas ao Desafio e a atuação do Grupo de Cantares de São Vicente Ferreira.

Refira-se que na Coroação, que será acompanhada por 11 bandas filarmónicas, estarão  90 coroas e 102 bandeiras. O Presidente da Câmara vai levar uma das mais antigas bandeiras dos impérios do concelho (ainda não está definida qual).

As Festas do Espírito Santo têm um custo global de 85 mil euros, mas contam com os apoios  especiais da Associação Agrícola de São Miguel, UNILEITE, INSCO, Melo Abreu, Salsiçor, Biscoitaria Pavão, Padaria Farias, Padaria Gomes e Padaria Nuno Pereira, entre muitos outros que, mais uma vez a título gratuito, contribuem para a realização das XII Festas do Espírito Santo de Ponta Delgada.

Só com o apoio dessas empresas é possível chegar às 13.000 sopas, confecionadas pelas senhoras da Relva, Feteiras e Coral de São José, e às 13.000 doses de arroz doce, confecionadas pelas senhoras dos Fenais da Luz.

Em termos de quantidades, há a destacar as 10 cabeças de gado, 950 litros de leite, 970 bolos de massa sovada, 650 pães, 294 kg de arroz, 350 pacotes de manteiga, 294 kg de açúcar, 305 dúzias de ovos, 8 kg de canela, 290 limões e 250 pães de leite para distribuir aos voluntários após a Mudança da Bandeira.

DL/CMPD

Categorias: Regional

Deixe o seu comentário